ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Tuesday, November 15, 2016

Moy Fat Lei Family Runnin' Wild

A foto acima, é uma "selfie" tirada por Vitor Sá de um café-da-manhã da Família Moy Fat Lei na casa da Jaqueline Tergolina. Também estiveram presentes Rodrigo Moreira e Clayton Meireles, membros da Família Moy Jo Lei Ou, e meus irmãos Kung Fu.
Essa foto não só é especial pelo espírito contagiante que ela passa, mas principalmente porque eu não estava presente no dia rs
A ideia dessa reuinão, era promover um "pré-evento" para a próxima Cerimônia Tradicional de nosso Clã Moy Jo Lei Ou. E particularmente para mim, foi muito especial saber que as coisas começam a acontecer, já que esta não é a primeira vez, sem a minha presença...

The photo above, is a "selfie" taken by Vitor Sá from a breakfast of the Moy Fat Lei Family in the house of Jaqueline Tergolina. Also present were Rodrigo Moreira and Clayton Meireles, members of the Moy Jo Lei Ou Family, and my Kung Fu brothers.
This photo is not only special because of the contagious spirit it passes, but mainly because I was not present on daylol
The idea of this meeting was to promote a "pre-event" for the next Traditional Ceremony of our Clan Moy Jo Lei Ou. And particularly for me, it was very special to know that things are beginning to happen, since this is not the first time, without my presence ...
Acredito que na Família Kung Fu, devemos nos esforçar para manter boas relações com todos os membros dela. Mas ocasionalmente, vamos nos aproximar mais de uns irmãos do que de outros. Nesses momentos, Si Fu sempre me chamou a atenção, para nunca substituir a relação "Si Hing-Dai"(Irmão mais velho-irmão mais novo) por apenas amizade.
Si Fu dizia que dentro da relação "Si Hing-Dai" existe também a amizade, mas existem também muitas outras coisas que seriam deixadas de lado , caso focássemos apenas em uma única possibilidade.


I believe that in the Kung Fu Family we must strive to maintain good relations with all its members. But occasionally, we get closer to some brothers than others. At such times, Si Fu always caught my attention, never to replace the "Si Hing-Dai" (older-younger brother) relationship for just friendship.
Si Fu said that within the "Si Hing-Dai" relationship there is also friendship, but there are also many other things that would be left out if we focused on only one possibility.
Eu já vivi nestes anos, muitas relações fortes na Família Kung Fu, que proporcionaram momentos inesquecíveis.
Abaixo por exemplo: Eu,Guilherme de Farias e Pedro Correia, em nossa roda de violão. Numa antiga casa do Si Fu. Num aniversário de nossa irmã Kung Fu, Jade Camacho:

I have lived in these years, many strong relationships in the Kung Fu Family, which have provided unforgettable moments.
Below for example: I, Guilherme de Farias and Pedro Correia, on our guitar party. At  Si Fu's former house. On a birthday of our sister Kung Fu, Jade Camacho, also his daughter:



Meu autor favorito, o fantástico sinólogo François Jullien. Fala um pouco sobre estes fortes laços que surgem entre membros de um exército ou qualquer grupo , que lide em seu dia-a-dia, com processos reais ou simbólicos de vida e de morte : "...Coloquemos os piores inimigos num barco, se o vento começa a fustigá-lo, vê-los-emos cooperar tão intimamente, diante da tempestade, quanto cooperam habitualmente nossas duas mãos: é da mesma maneira , pela situação de perigo em que são lançados, que deve nascer a coesão no seio dos exércitos..."

My favorite author, the fantastic sinologist François Jullien. He speaks a little about these strong ties that arise between members of an army or any group that deals in their daily lives with real or symbolic processes of life and death: "... Let us put the worst enemies in a boat, If the wind begins to whip it, we will see them cooperate so intimately in the face of the storm, as our two hands habitually co-operate: it is likewise because of the dangerous situation in which they are launched that cohesion must be born in the bosom of armies ... "
(eu, meu irmão kung fu Vladimir e seu filho Dani . Numa mostra de cultura nordestina no Aterro)
(I, my kung fu brother Vladimir and his son Dani. In a show of Northeastern culture in the Landfill zone)

Si Fu costuma falar, que uma relação não tem muito tempo ou é apenas superficial, caso ela não passe por diferentes momentos: Crises, felicidade, alegria, tristeza, sorrisos e lágrimas...  Segundo ele, qualquer relação duradoura é assim.
Porém, na Família Kung Fu, temos algo a mais: A intimidade corporal. Ou seja, a possibilidade de alguém que o golpeou com toda a força, estar rindo com você apenas um momento depois. Ou , aquele seu irmão Kung Fu tão próximo a você, precisar ser golpeado naquele momento...

Si Fu usually talks, that if a relationship does not have much time or is only superficial,   does not go through different moments: Crises, happiness, joy, sadness, smiles and tears ... According to him, any lasting relationship go trough those moments.
However, in the Kung Fu Family, we have something more: Body intimacy. That is, the possibility of someone who hit you with all the ones force, be laughing with you only a moment later. Or, that your Kung Fu brother so close to you, needs to be punched at some moment ...

Na foto vemos no canto direito de óculos, Clayton Meireles e ao seu lado , Rodrigo Moreira. Os demais são membros da Família Moy Fat Lei.
Este encontro tinha por objetivo, como dito no início, preparar o seguinte evento:

In the photo we see in the right corner wearing glasses, Clayton Meireles and next to him, Rodrigo Moreira. The rest are members of the Moy Fat Lei Family.

The purpose of this meeting was, as said at the outset, to prepare the following event:






The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com



No comments:

Post a Comment