ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Saturday, June 18, 2016

WHY "CHI SAU"? (Por que "Chi Sau"?)

"...A Linha Central, na realidade é o conjunto de duas linhas perpendiculares , uma na vertical que divide o plano frontal do corpo ao meio e outro na horizontal que sai da altura do peito para a frente, indo até o alcance máximo do braço. Desta forma , temos mais do que apenas duas linhas, passamo a ter um plano e é justamente este plano que servirá de referência para todos os movimentos do praticante de Ving Tsun..." (Trecho do livro de autoria de Mestre Senior Julio Camacho , "Ving Tsun , A arte da simplicidade", 1999)
Vulgarmente conhecido como "Chi Sau", é o componente associado do Sistema Ving Tsun mais conhecido, e muitas vezes mal interpretado. Uma de suas funções é trazer à consciência do praticante, a possibilidade de ocupação do que chamamos de "Linha Central" . Conceito que meu Si Fu descreve em trecho do seu livro acima.

"... The Central Line, is actually a set of two perpendicular lines, one vertical that divides the frontal plane of the body in half and another horizontally out from chest height to the front, going up to the maximum range of arm. Thus, we have more than just two lines, we spend to have a plan and it is precisely this plan will serve as a reference for all movements of Ving Tsun practitioner ... "( Excerpt from the book by Senior Master Julio Camacho, "Ving Tsun, the art of simplicity"-Brazil, 1999)
Commonly known as "Chi Sau". It  is the associated component from the Ving Tsun System wich is best known and often misunderstood. One of its functions is to bring the practitioner awareness of the possibility of occupation of what we call "Centerline". Concept my Si Fu describes in his book excerpt above.
No filme de Wong Kar Wai , "The Grandmasters"(2012) [foto] , numa cena em que Ip Man(Tony Leung)enfrenta um Si Fu de "Hung Ga"[foto]. De forma muito especial , a personagem do Si Fu de Hung Ga comenta que o Ving Tsun de Ip Man é muito fraco pois só possui "Taan" , "Bong" e "Fuk". Três "Jiu Sik" presentes nas sequências : Siu Nim Tau , Cham Kiu e Biu Ji.
"Taan" , "Bong" e "Fuk" , são os dispositivos que configuram o "Chi Sau" do Ving Tsun.
"Taan Sau" e "Fuk Sau" dentro do "Chi Sau", correspondem ao que já aconteceu. Assim, quem forçar a entrada depois da mão conectada em um destes dois "Jiu SiK" provavelmente vai forçar o braço do adversário para fora da Linha Central, levando ele a fazer "Jaau Sau" ("Troca de porta") e ocupar o "Ponto de Referência" na volta.
Já a mão em "Bong Sau" ou "Fuk Sau alto", corresponde ao que ainda vai acontecer. Desta forma, a possibilidade de vencer na pré-figuração e depois "rolar" (Luk Sau) é maior. Pois o desavisado olha para o que já foi e não para o que está porvir.

In  Wong Kar-wai's "The Grandmasters" (2012) [photo], a scene where Ip Man (Tony Leung) faces a  "Hung Ga" Si Fu [photo]. In a very special way, the character of the Hung Ga Si Fu comments that the Ving Tsun of  Ip Man is too weak because it only has "Taan", "Bong" and "Fuk". Three "Jiu Sik" present in the sequences: Siu Nim Tau, Cham Kiu and Biu Ji.
"Taan", "Bong" and "Fuk" are devices that make up the "Chi Sau" from Ving Tsun.
"Taan Sau" and "Fuk Sau" in the "Chi Sau" correspond to what has happened. So who force entry after the connected hand in one of those two "Jiu SiK" will probably force the opponent's arm out of the Center Line, leading him to make "Jaau Sau" ( "Door Exchange") and take the " Reference point "in the back.
On the other hand "Bong Sau" or "High Fuk Sau" corresponds to what will still happen. Thus, the chance of winning in the pre-figuration and then "roll" (Luk Sau) is greater. For the unwary look at what once was and not for what is to come.

(A direita, Patriarca Moy Yat fazendo "Da Sau")
(In the right is Patriarch Moy Yat doing "Da Sau")

Já fazem quase 17 anos que pratico Chi Sau, e mesmo assim quando Si Fu me pede ajuda numa demonstração para algum irmão Kung fu. Muitas vezes é como se estivesse aprendendo naquele momento. Si Fu precisa ser paciente e dizer: "Fica parado Pereira..", "Não move ainda Pereira..", "Pereira, presta atenção..." , etc etc...
"Chi Sau" é um processo vivo, que graças ao contato prolongado com o braço do outro dentro de possibilidades limitadas ao longo do Siu Nim Tau, Cham Kiu e Biu Ji. Permite com que saibamos seu próximo movimento, se de fato prestarmos atenção nele.
Muito mais do que uma década atras, conheci meu Si Hing Leonardo ao fazer Chi Sau com ele. Em determinado momento, ele me disse tentando não errar meu nome: "... Thiago, você não precisa querer golpear. Se você ocupar a Linha Central , golpear é uma consequência..." - Infelizmente me faltava maturidade para entender sobre o que falava. E continuei forçando os golpes por muito tempo, até o dia em que Si Fu me disse: "...Sabia que ninguém gosta de praticar com você?"- Fiquei em silêncio e ele prosseguiu: "...Você quer bater em todo mundo..."

It's been almost 17 years practicing Chi Sau, yet when Si Fu asks me for help in a demonstration for a  Kung fu brother. Often it's like I was learning at that moment for the very first time: Si Fu need to be patient and say, "Stand still Pereira .." "Not yet Pereira ..", "Pereira, watch ..." etc etc ...
"Chi Sau" is a living process, thanks to prolonged contact with the other person´s arm within limited possibilities along the Siu Nim Tau, Cham Kiu and Biu Ji. It allows to us to know his next move, if indeed pay attention to him.
Much more than a decade ago, I met my Si Hing Leonardo for the first time  doing Chi Sau with him. At one point, he told me something, trying not to miss my name: "... Thiago, you do not have to desire to hit the other person. If you take the CenterLine, to hit is a consequence ..." - Unfortunately I lacked the maturity to understand what he spoke. And I kept forcing, until the day that Si Fu said, "... Do you know that no one likes to practice with you?" - I was silent and he continued: "... You just want to hit everyone..."
(Si Fu e Si Gung: Observe o "Taan" , "Bong" e "Fuk Sau" 
presente em toda a configuração do "Chi Sau")
(Si Fu e Si Gung: Look the "Taan", "Bong" and "Fuk Sau" 
present in the whole configuration of the Chi Sau)

O Chi Sau, é o "jogo de xadrez" mais fantástico que existe: Eu posso armar uma configuração para meu adversário enquanto rolo ("Luk Sau") e movemos a base (Toei Ma) de forma a aparentar uma vantagem e que de fato, ele acaba acreditando nisso. O que acontece, é que é a mim que ele serve, e não a ele(assim, a posição oferecida consegue enganá-lo). Pois ele deseja , algo que vem a meu favor.

Chi Sau is the  more fantastic "chess game" that exists: I can set up a configuration for my opponent as roll ("Luk Sau") and move the base (Toei Ma) to appear an advantage and that in fact he ends up believing it. What happens is that it is to me that it serves, not to him (thus the position offered can fool you). As he wants, something that comes in my favor.
Meu To Dai Pedro Freire (que na foto acima tinha apenas 13 anos em seu primeiro mês de prática 5 anos atrás), sabendo que gosto do sinólogo François Jullien, me enviou um artigo no qual ele fala sobre um conceito muito interessante que já tinha ouvido de Si Gung: "Transformação Silenciosa" com relação ao cenário atual da China: "...A China, ainda hoje, não me parece estar projetando um plano sobre o devir, perseguindo um fim dado ou divisado, mesmo imperialista, mas sim parece estar explorando da melhor maneira possível, dia após dia, seu potencial de situação. Quer dizer, tirar partido dos fatores favoráveis, seja no domínio econômico, no político, no internacional, e em qualquer ocasião. É apenas agora que começamos, um tanto estupefatos, a constatar os resultados: em alguns decênios, ela converteu-se na usina do mundo e nos próximos anos seu potencial crescerá inelutavelmente. E isso sem um grande evento ou ruptura..." (Artigo: Mal-estar na Cultura/Novembro de 2010)

My To Dai Pedro Freire (in the photo above was only 13 years old , and was his first month of practice five years ago), knowing that I like the Sinologist François Jullien, he sent me an article in which he talks about a very interesting concept that had already heard from Si Gung: "Silent Transformation" about the current situation of China: "... China, today, does not seem to be designing a plan on becoming, chasing an end data or sighted, even imperialistic, but it seems be exploring the best possible way, day after day, its potential situation. I mean, take advantage of favorable factors, whether in the economic field, political, international, and at any time. it is only now that we begin, somewhat stupefied to see the results: in a few decades, it became the world's plant and its potential in the coming years will grow inevitably and this without a big event or break ... "(Article:. Malaise in Culture / November 2010)
Chi Sau (que na foto acima vemos Si Gung Leo Imamura e Si Taai Gung Moy Yat fazendo). É uma ferramenta incrível para trabalhar a transformação silenciosa. Digo isso, porque quem nunca, ao fazer Chi Sau com seu Si Fu, abriu um sorriso ao constatar como inexplicavelmente sua Linha Central está aberta e você parece um boneco em suas mãos?
No Capítulo 5 de "Sun Zi" (ou Sun Tzu) encontramos o trecho:  " ...A capacidade de por em movimento o adversário , para manipulá-lo , consiste em conferir à situação uma "configuração" tal que o inimigo seja depois obrigado a segui-la. Para que ele siga, é preciso que veja de fato nisso uma vantagem, e é esta vantagem que lhe armo, aparentemente em meu detrenimento, mas o que conta, em realidade, é que ele segue, tornando-se dependente..."

Chi Sau (in the picture above we see Si Gung Leo Imamura and Si Taai Gung Moy Yat doing.) It's an amazing tool to work the silent transformation. I say this because who ever, when doing Chi Sau with his Si Fu, grinned at see how inexplicably our Center Line is open and you look like a puppet in his hands?
In Chapter 5 of "Sun Zi" (or Sun Tzu) we find the passage: "... The ability to set  the opponentin motion, to manipulate him, is to give the situation a" Configuration "such that the enemy is after obliged to follow it. for him to follow, he needs to see in fact it as an advantage, and it is this advantage that whe made for him, apparently trough our loss, but what counts, in fact, it is that he follows, becoming dependent..."
Veja como nesse Chi Sau em 2007 com o Si Hing de meu Si Gung, Si Baak Gung Pete Pajil. Eu estou com cara de bobo. Isso não é a toa! Si Baak Gung se antecipava aos meus movimentos , me fazendo sempre segui-lo. Na verdade, eu estava tão atrás dele, que posso dizer que ele diminuía para que eu o alcançasse só para perdê-lo de vista novamente...

See how in that Chi Sau in 2007(photo above) with the Si Hing of my Si Gung, Si Baak Gung Pete Pajil. I have a silly face(lol). It is no wonder! Si Baak Gung anticipated my movements, making me always follow him. In fact, I was so behind him, I can say that he diminished for me to reach only to lose sight of him again ...
(Si Fu, Si Gung e eu inaugurando meu "Jiu Paai")
(Si Fu, Si Gung and I openning my "Jiu Paai")

Quando comecei no Ving Tsun, tomei contato com uma entrevista que Si Gung concedeu ao canal de TV CNT. No final da entrevista, o repórter insistia em perguntar qual técnica usar durante uma abordagem. Si Gung finalmente disse algo como: "Sabe qual é a melhor forma de se derrotar um inimigo?" - O repórter aguardou a conclusão. Si gung prosseguiu: "... Transformando ele em seu amigo..."
Chi Sau tem bastante disso: Transformar o adversário a sua frente em um "amigo" ... Ou quem sabe um "colaborador"... De tal maneira , a que se chegue ao ponto dele te entregar a vitória...

When I started in Ving Tsun, I watched an interview that Si Gung granted to the CNT TV channel. At the end of the interview, the reporter kept asking what technique to use during an approach. Si Gung finally said something like, "You know what is the best way to defeat an enemy?" - The reporter waited for completion. Si Gung continued, "... Become friend with him ..."
Chi Sau has enough of that: Transforming the opponent in front of you a "friend" ... Or maybe a "collaborator" ... In such a way, that he gets to the point of  give to you the victory ...


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com





No comments:

Post a Comment