ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Tuesday, March 9, 2010

ESPECIAL SOBRE GENEALOGIA (Ving Tsun Genealogy Special)

Você já parou alguma vez para pensar qual era o nome do pai do seu avô? É, esse seria seu bisavô. Você sabe?

E do pai dele? Qual seria?

E já que você sabe, por que isso seria importante?


E mais ainda, vamos dizer que você saiba toda a árvore genealógica de sua Familia, que você conheça todos os nomes. O que afinal você poderia dizer sobre cada um deles?





ESPECIAL SOBRE GENEALOGIA
GENEALOGY SPECIAL.




Na China influenciada pelo pensamento clássico confuciano, o apreço pelos ancestrais é algo enraizado hoje na cultura popular. Não se pensa mais quando se faz, você apenas valoriza "quem chegou primeiro".


Seja essa pessoa seu Si Fu, seu pai,sua mãe...


Não importa, o mais velho vai ter uma visão mais experiente de um mesmo assunto do que o mais novo, e isso é valorizado.


Grão-Mestre Moy Yat em sua última palestra a Familia Kung Fu de seu discipulo Si Gung Leo Imamura, falou sobre a importância da Família Kung Fu, que em chinês é representado pelo ideograma "Mun"(門) que significa "porta". o que representaria a porta de uma casa.


Em nosso Clã no Brasil, o Clã Moy Ya Sang, acredita-se que a Família Kung Fu existe para preservar um legado vivo, ou seja, o Sistema Ving Tsun.

In China influenced by traditional Confucian thought, the appreciation to the ancestors is ingrained in popular culture today. You Do not think about it when you do, you just values "who came first."
Be that person your Si Fu, your father or mother ...No matter who, the oldest will have a more experienced vision on a subject than the younger, and it is valued.
Grand Master Moy Yat in his last lecture in Family Kung Fu of his disciple Si Gung Leo Imamura(10 G VT), spoke about the importance of Kung Fu Family , which in Chinese is represented by the character "Mun" (門) which means "door". This would be the door of a house.
In our clan in Brazil, the Moy Ya Sang Clan, it is believed that the Kung Fu Family is to preserve a living legacy, that is, the Ving Tsun System.

Da Dinastia Han em diante, os chineses passaram a manter registros de nomes,feitos e datas de seus antepassados.


Pelo menos no Clã Moy Ya Sang, os Registros Genealógicos foram elaborados pelo sinólogo Leonardo Mordente, discipulo de Si Gung Leo Imamura.Baseados nos critérios de registro estabelecidos na Dinastia Sung, bem como não poderia deixar de ser, baseando-se na transmissão oral...


Então depois de duas semanas acompanhando as discussões sobre o tema "genealogia" em variados fóruns, esta é minha contribuição através do BLOG. São palavras minhas, do Thiago Pereira, baseadas em brilhantes textos elaborados por Si Sok Leonardo Mordente mas principalmente no que meu
Si Fu me passou...


from Han Dynasty till today, the Chinese began to keep records of names, dates and facts of their ancestors.
At least in Moy Ya Sang Clan, the Genealogical Records were produced by Leonardo Mordente,a sinologist and also a student of Si Gung Leo Imamura.Based in the registration criteria set out in the Sung Dynasty, and it is principally based on oral transmission. ..
So after two weeks following the discussions on the theme "genealogy" in some brazilian kung fu forums, this is my contribution through the BLOG. Are my words, words from Thiago Pereira(12G VT), based on texts written by the brilliant Si Sok Leonardo Mordente(11G VT)but mostly in my Si Fu words to me ...


O efeito Dom Pedro!
Dom Pedro efect!

Ta aí! O "Grito do Ipiranga" , momento áureo de nossa história, mas você realmente acha que foi assim?!

Que o nosso imperador tomou sua espada em punho e gritou: "Tá tudo liberado!" , "É tudo nosso!" ou por que não "Independência ou morte!" e todos simplesmente responderam: "Demorô!" ??

Muitos fatos históricos se baseiam em símbolos para contar essas histórias, e existe uma diferença quando essas histórias são contadas apenas, e não registradas em papel.

Sabe o que acontece? Vira um "telefone sem fio", e por isso, uma menina que nasceu bem antes de você que está lendo esse texto, sofre até hoje, seu nome é Yim Ving Tsun.

The photo shows the symbolic moment of the independence of Brazil by Don Pedro, our later emperor.

But that is just a symbol for a fact in our history, and there are some differences between story and History.
So thats why a girl suffers till today , her name is Yim Ving Tsun...


Segundo é contado geração após geração, Yim Ving Tsun a fim de não ser desposada a força pelo rufião local, treinou com uma monja chamada Ng Mui. Tendo derrotado seu rival, a menina estruturou aqueles movimentos em um Sistema, mais tarde chamado Ving Tsun Kuen ou o "Punho de Ving Tsun" em sua homenagem...

Muita gente torce o nariz para essa história, mas em conversa com meu
Si Fu outro dia, tive contato com um ponto de vista que até então não havia considerado:

Hoje, é comum uma mulher se destacar na sociedade. Atribuir uma atividade a mulher, é visto com bons olhos. Porém, imagine uma China de 300 anos atrás. Totalmente patriarcal, onde a mulher submissa não tinha voz ativa na sociedade? Então porque atribuir um Sistema de Kung Fu a uma menina traria algum benefício?


Isso é algo a se pensar.

Todos questionam a história, mas afinal, por que ela surgiu?
Qual benefício a popularidade da arte isso traria naquela época e até mesmo ha não muito tempo atrás?

As is told generation after generation, Yim Ving Tsun in order to not be desposited under the local ruffian, trained with a nun named Ng Mui. Having defeated his rival, the girl took those moves and structured in a system, later called Ving Tsun Kuen or "Fist of Ving Tsun" in her honor ...
Lots of people twist the nose for this story, but in conversation with my Si Fu someday ago, I had contact with a point of view that until then had not considered:
Today, it is common for a woman stand out in society. Assign an activity to women, is good today.

However, imagine a China 300 years ago. Fully patriarchal, where women were submissive and had no voice in society? So why give a the foundation of a Kung Fu System for a girl would bring some benefit?
This is something to think about.

Everyone likes to questioned the story, but ultimately, why it came this way? What benefit the popularity of art that would at that time and even not long ago?

Mas por incrível que pareça, esse "Telefone sem-fio" que ocorre quando citamos os ancestrais do Ving Tsun, é bem chinês. Pois Si Fu tocou num ponto interessante certa vez quando disse: "Pereira, repara que por mais que as versões sejam distintas, a essência de cada uma delas continua sendo a mesma..." - E particulamente eu acho isso muito especial.

But notice that, this "wireless telephone" that occurs when we mention the ancestors of Ving Tsun, is very Chinese. For Si Fu played an interesting point when he said once, "Pereira, notices that while the versions are different, the essence of each remains the same ..." - And particularly I think it's very special.

Como organizar a genealogia?

How to organize the Genealogy?


No Clã Moy Ya Sang, as fontes foram divididas em primárias, secundárias e terciárias na hora de produzir os registros.

A fonte primária, diz respeito ao fato de que os registros baseados nos ancestrais mais próximos da Fundadora, no nosso entender,Yim Ving Tsun, prevalecerão sobre relatos baseados em ancestrais mais distantes dela.


Um exemplo de fonte primária de alta importância, está no Ip Man Tong , o Museu de Ip Man: A Tábua cronológica dos principais eventos relacionados a vida de Ip Man.

Pode-se citar como fonte secundária por exemplo, o manuscrito contando a origem do Ving Tsun de Leung Jaan. Ou seja, o valor destas fontes está em conter informações que não existam ou que complementem as primárias.

Os registros terciários são aqueles produzidos por pesquisadores independentes ou entidade renomada como por exemplo o Registro sobre os mestres famosos de Ving Tsun de Fat San, produzido pela Ching Woo Association.


In Moy Ya Sang Clan , the sources were divided into primary, secondary and tertiary when the records were produced.
The primary source, is the fact that registors are based on the closest ancestors of the founder, in our view, Yim Ving Tsun, will prevail over reports based on more distant ancestors of the founder.
An example of a primary source of high importance, is in Ip Man Tong, the Ip Man Museum: The board of the major chronological events related to the life of Ip Man
One can cite as a secondary source such as the manuscript telling the origin of the Ving Tsun by Leung Jaan. That is, the value of these sources is to contain information that is not available or that complement the primary.
Tertiary records are those produced by independent researchers and renowned authority such as the registry on the famous masters of Ving Tsun in Fat San, produced by Ching Woo Association.


Observe que interessante é o fato de que a transmissão oral, ou seja, histórias passadas entre Mestres e Discípulos continuam prevalecendo dentro desta lógica.

A Genealogia não pode ser "Morta", não adianta listar nomes , sem entender o por quê de se fazer isso.

A genealogia tem por objetivo trazer a ordem dos ancestrais e esclarecer o desenvolvimento de uma linhagem, permitindo que o praticante aprofunde seus conhecimentos sobre suas tradições.

A genealogia preserva a verdadeira linha de descendentes de modo a eliminar falsas ramificações.

Portanto, pelo menos na Moy Yat Ving Tsun do Brasil, para ser fazer parte de nossa Genealogia, precisa ser discipulo de um Mestre reconhecido pelo representante do Clã Moy Yat no Brasil, Si Gung Leo Imamura.

Desta forma, elimina-se a possibilidade de ex-praticantes,ainda que possuam fotos Si Fu-To Dai, serem parte oficial da linhagem.

Note how interesting is the fact that oral transmission , still prevail within this logic.
The Genealogy can not be "Dead", list names does not help, without understanding why to do it.

The genealogy aims to bring order to the ancestors and to clarify the development of a lineage, allowing the practitioner to deepen their knowledge of their traditions.
Genealogy preserves the true lineage of descent in order to eliminate false seeds.
So, at least in the Moy Yat Ving Tsun Brazil, to be a part of our Genealogy, you have to be a disciple of a Master recognized by the representative of the Moy Yat Clan in Brazil:Si Gung Leo Imamura.
Thus, it eliminates the possibility of ex-practitioners, who have still Si Fu-To Dai photos , are part of the official line.

Eu resumo esse post, a minha lembrança de quando era praticante de Tae Kwon Do. Meu professor dava as aulas nos fundos de uma academia de ginástica. Nos exames de faixa aparecia um senhor de faixa-preta e mais dois amigos do professor. E eu um dia me perguntei: "Cara, mas como se vira Mestre? Quem é o Mestre atual*?Quem deu aula pro professor?"

*Eu queria dizer algo do tipo: Quem lidera todos esses caras?

Não é o caso de se escorar na linhagem, mas com certeza ela enriquece a sua Família Kung Fu. E principalmente se não houver linhagem ou se a decisão foi de que não é importante, na minha opinião o praticante tem o direito de ser esclarecido sobre até onde poderá chegar dentro daquela escola e quem o reconhecerá caso seja entitulado Mestre.

Pois imagino que ainda existam milhares de "Thiagos Pereiras de 14 anos" por aí...

I summarize this post, in my memory of when I was a practitioner of Tae Kwon Do. My teacher gave me lessons in the back of a gym. In belts-tests appeared a man with a black belt and two friends of the teacher. And one day I asked myself: "Man, but how could I turns into a Master here? Who is the current Master *?Who has taught my teacher? "
* I wanted to say something like: Who leads all these guys?


Not the case to shore up on the lineage, but it certainly enriches your Kung Fu Family. And especially if there is no strain or if the decision was that there is not important, in my opinion, the practitioner has the right to be informed about how far he can reach and who will recognize if he is titled Master.
I imagine that there are still thousands of "Thiago Pereira of 14 years old" ...

Thiago Pereira

12G VT

moyfatlei.myvt@gmail.com













































































































































































































































































































































2 comments:

  1. Na verdade eles gritaram: "É nós que tá no complexo! Já é?!"

    No fundo a resposta:

    "Demorô! É nós!"

    hahahaha. Ri pacas com essa parada, muito boa.

    ReplyDelete
  2. My brother ѕuggested ӏ might like thiѕ
    blog. He was totally гight. This post actually mаde mу
    dаy. Үou cаnn't imagine simply how much time I had spent for this information! Thanks!

    my web-site - repair iphone petaling jaya

    ReplyDelete