ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Wednesday, February 11, 2009

ENTREVISTA: SISOK ANDRÉ CARDOSO

">Você estava triste! Você ficou pensando: "Este BLOG virou um fan-blog do Van Damme?", Você ficou esperando durante a semana do ano novo chinês para ver de quem eram os óculos redondos da chamada do próximo Mogun all Stars?


Finalmente você terá todas as respostas em mais uma especialíssima entrevista!

A Vila da Penha, uma pequena localidade do subúrbio carioca entre Vicente de Carvalho e a Penha, é um bairro que já ficou em 4º lugar em índice de desenvolvimento humano no Estado do Rio de Janeiro e tem muita história pra contar! Entre suas contribuições está o Romário e não está o

Martinho da Vila (já que ele é de Vila Isabel!). Mas nem só de Romário vive a Vila da Penha, já que um de seus ex-moradores é simplesmente um dos praticantes mais antigos da Moy Yat Ving Tsun Rio de Janeiro, e um dos 3 únicos a concluir os conteúdos do Baat Jam Do. Estamos falando de Sisok André Cardoso!

E aqui no BLOG DO PEREIRA, você, através da entrevista a seguir, vai entender como uma pessoa de atos simples pode ser tão querida e decisiva para tantos...


BLOG DO PEREIRA APRESENTA: SISOK ANDRÉ CARDOSO

(MOY ON JUEN)




BLOG DO PEREIRA: Sisok André, por favor, nos diga sua idade, seu nome completo, profissão e quando começou a praticar o Ving Tsun.


Sisok André Cardoso : André de Souza Cardoso, 40 anos, Técnico de Operação. Comecei a praticar o Ving Tsun no antigo Núcleo Rio de Janeiro, cujo Diretor era o Sihing Jucelito Wainer, em Outubro de 1992. Me afastei, acho que em 1994 e retornei em 2000, no então Núcleo Jacarepaguá.


BLOG DO PEREIRA: Se não me engano você conheceu o Ving Tsun através de uma revista com uma reportagem com o Sipak Paulo Freitas(antigo diretor do Núcleo Centro-RJ) foi isso?Como você começou a treinar?


Sisok André Cardoso:É, mais ou menos, na verdade a reportagem era com o Sihing Jucelito, e naquela época o Ving Tsun era praticado nos fundos de uma igreja católica, cujo padre era chinês lá no bairro da Glória.


BLOG DO PEREIRA: Já havia praticado alguma outra arte?


Sisok André Cardoso:Não, nunca. Mas sempre tive vontade, pois ficava fascinado com a plástica dos movimentos das artes marciais, principalmente do Kung Fu.


BLOG DO PEREIRA: O que lhe chamou a atenção no Ving Tsun?


Sisok André Cardoso :Na época eu estava numa busca interior muito grande. Queria realmente me tornar um ser humano melhor. Achava que a vida tinha um propósito mais nobre do que simplesmente trabalhar, almoçar, jantar, ver novela das oito e dormir. E quando li a reportagem na revista, vi que o Ving Tsun poderia me proporcionar aquilo que eu buscava.


BLOG DO PEREIRA: Você realmente é um dos praticantes mais antigos do Rio, lembra de algum momento daquela época que tenha lhe marcado?


Sisok André Cardoso:Thiago, meu forte não é a memória. Mas uma coisa que eu me lembro bem daquela época é o quanto era difícil para nós, montarmos um evento com nosso Sifu aqui no Rio de Janeiro. Só para trazê-lo aqui para o Rio já era uma dificuldade tremenda. Era no máximo dois eventos por ano. Tudo era muito difícil. Lembro-me que teve uma palestra com ele aqui na UERJ, que nós bolamos um prospecto de divulgação do tamanho de um cartão de crédito mais ou menos, e aí tiramos várias “Xerox”, nada muito sofisticado, e aí eu e o Ricardo Queiroz e acho que o Sihing Julio também, passamos quase que o dia inteiro distribuindo aquelas filipetas na UERJ, e revezando, na explicação de um vídeo sobre o Ving Tsun que era apresentado em uma televisão.



BLOG DO PEREIRA: Diferente de mim e de muitos outros praticantes, você praticamente conheceu seu Sihing e meu Sifu, Mestre Julio Camacho, começando no Ving Tsun. Poderia nos falar um pouco da relação de vocês na época e hoje?

(Na foto observamos uma das visitas de Sitaigung Moy yat e sua esposa, Sra. Helen Moy, ao antigo Núcleo Central dirigido por Sigung Leo Imamura em São Paulo. Na ocasião, Sipagung Miguel Hernandez,Sihing de Mestre Leo Imamura acompanhou o casal. Logo atrás deles, de camisa vermelha vemos ainda bem novo meu Sifu, Mestre Julio Camacho e ao seu lado de azul escuro, Sisok André Cardoso,nosso entrevistado. Ainda temos um outro Sisok e Sipak na foto, você consegue descobrir?)



Sisok André Cardoso: Thiago, naquela época éramos um grupo relativamente pequeno, principalmente quando praticávamos lá na Igreja da Glória, e por conta disso éramos um grupo muito unido, de muita amizade. Ao longo do tempo, acho que eu fui me identificando um pouco mais com o Sihing Julio, acho até por conta do jeitão meio louco de ele ser na época, e pela admiração que comecei a ter por ele. Depois que me afastei, mesmo assim, eu nunca deixei de manter contato com o Sihing Julio. Visitava-o por vezes em seu Núcleo, na Estrada do Tindiba em Jacarepaguá. Retornei então em 2000 e nessa época o Núcleo já estava na Av. Nelson Cardoso e lá, ao longo dos anos, nossa amizade se tornou mais madura. É realmente uma amizade de dois irmãos mais velhos. O único defeito que ele tem realmente é de ser tricolor, mas eu gosto dele assim mesmo.

(Pra você que não descobriu la vai: Na seta do lado esquerdo da foto, vemos Sisok Homero Pereira, outro antiquíssimo membro da MYVT-RJ. Na seta da direita, observamos Sipak Paulo Freitas, Sihing de Mestre Julio Camacho!)


BLOG DO PEREIRA: Outra praticante muito respeitada e talvez a maior referência hoje no Rio de Janeiro depois do Sifu e da Simo, Sisok Ursula,é sempre lembrada pela sua antiguidade na Familia Kung Fu, mas mesmo ela começou depois de você, e acabaram se tornando grandes amigos.Você pode falar um pouco desta amizade e companherismo de tantos anos?


Sisok André Cardoso:Úrsula de fato é uma grande amiga mesmo. Perdi a conta de quantas madrugadas passamos juntos no Mogun, realizando tarefas, treinando, fazendo relatórios, semanas de imersão, obras, viagens. Ah !!! e os “podrões”(apelido para cachorro-quente aqui no Rio), quantos não comemos, após passarmos noites e madrugadas dentro do Mogun. Nosso convívio foi realmente bastante intenso e muito bacana. Úrsula se tornou uma grande confidente. Era também com ela que eu desabafava em meus momentos de crise dentro do Ving Tsun.


BLOG DO PEREIRA:O que você buscou no Ving Tsun?


Sisok André Cardoso:Como falei anteriormente, na época eu buscava me tornar um ser humano melhor.

(A seta mostra Sisok André na foto oficial do seminário sobre Pak Sao no antigo Núcleo Jacarepaguá)


BLOG DO PEREIRA:Hoje você pode dizer que o Ving Tsun te trouxe coisas boas?


Sisok André Cardoso:Sim. Dentre outras coisas pude descobrir o grande poder de realização que temos dentro de nós. O grande capacidade que cada um de nós temos de ir em busca daquilo em que acreditamos. Mas paradoxalmente descobri também a grande capacidade que nós temos de nos sabotarmos o tempo inteiro na realização destes mesmos objetivos. Por isso sou uma pessoa mais atenta neste sentido.


BLOG DO PEREIRA: Podemos dizer que você é um dos praticantes mais queridos de todos os tempos na Família Kung Fu. Mesmo chamando alguns de seus Sidai de "Criatura"(rs) , todos te adoram.Como você explica isso?(risos)


Sisok André Cardoso: Não sei Thiago. Sempre fui uma pessoa muito alegre, descontraída e sempre procurei ser gentil com as pessoas. Talvez seja por isso.

(Vladimir Anchieta[a esq.] no dia de seu Baai Si fez questão de que seu Sisok e amigo André Cardoso[dir.] fosse seu orientador na cerimônia. Sisok André gentilmente atendeu a este pedido especial.)



BLOG DO PEREIRA: Sua habilidade técnica é sempre lembrada entre os praticantes mais antigos que treinaram com você. Era fácil pra você aprender as técnicas?


Sisok André Cardoso: Eu sempre me achei uma pessoa mediana no que diz respeito ao aprendizado das técnicas do Ving Tsun, nunca me considerei um cara com grandes habilidades. Vou te confessar que apesar de me dedicar aos treinamentos, eu não gostava muito assim de treinar, eu apreciava mais o convívio com a Família Kung Fu.

(No antológico treino na praia em 2004, em uma de minhas fotos preferidas, Sisok André com seus clássicos óculos escuros redondos com total estrutura durante o Toei Ma, enquanto esse que vos escreve se entortava todo em vão.)


BLOG DO PEREIRA: Sempre lembramos de coisas boas ligadas a você, como da vez em que você sugeriu pro seu Sifu,Mestre Leo Imamura, esticar as pontas da Moy Fah (símbolo da MYVT) para formar uma estrela igual do PT em 2002,já que você era partidário ferrenho do Lula. Você lembra disso?(risos)


André Cardoso: Claro que eu me lembro. Inclusive eu cheguei a chamar meu Sifu de “Companheiro Sifu” termo que era muito usado pelo LuLa na época.

("Companheiro Sifu!"- by Sisok André)


BLOG DO PEREIRA: Em todas as obras,em todos os encontros, almoços,eventos, cerimônias, etc... Você sempre foi um dos mais presentes. Falar
em Família Kung Fu era lembrar de André Cardoso. Para nós poucas pessoas transmitiram com tanto empenho e ao mesmo tempo carinho a idéia do que é um "Sihing" ou "Sisok" do que você. Poderia nos falar um pouco do que é a Família Kung Fu pra você?


André Cardoso: Acho que a família Kung Fu se parece muito com a nossa família co-sanguínea. No meu entender é ela quem dá a sustentação para a formação plena do praticante. A evolução de um praticante, pelo menos dentro do Ving Tsun, acredito eu, é diretamente proporcional à quanto de experiências significativas ele vivenciou ao longo de sua jornada, portanto não vejo uma maneira melhor de vivenciar estas experiências através do convívio com a Família Kung Fu.

(Em 2004 , jogávamos futebol praticamente todo final de semana. Principalmente pelo surgimento do torneio entre o Núcleo Rio de Janeiro e o antigo Núcleo Niterói. Na foto Sisok André sempre presente nesta atividade, mostra um tipo de desconfiança com a troca de camisas com os 6 anos mais jovens Thiago Pereira e Sisok Felipe Soares[já entrevistado aqui]).


BLOG DO PEREIRA: Alguma dica pra quem tá começando?


Sisok André Cardoso:Valorize ao máximo cada minuto que você passar ao lado de seu Sifu, aproveite bastante este tempo e pratique bastante Siu Nim Tao.


BLOG DO PEREIRA: Sisok André, muito obrigado pela participação. Poderia deixar uma mensagem pros leitores do BLOG DO PEREIRA?


Sisok André Cardoso: Seja sempre bastante gentil com todos aqueles que cruzarem o seu caminho.


Sisok André com seu afilhado.
Uma das únicas fotos em que flagaram Sisok André com cara de "badguy"!
da esquerda p/ direita: Sisok André, Sisok Antonio Eduardo,Thiago Pereira e Sisok Fernanda Neves.

Sisok André, seu irmão,seu sobrinho e sua mãe!
Sisok André e seu time da Família Kung Fu!
Sisok André, sua mulher e sua enteada.
Faça Siu Nim Tao!
Com amigos na prainha(RJ)
O BLOG DO PEREIRA AGRADECE AO SISOK ANDRÉ CARDOSO POR ESSA TÃO ESPECIAL PARTICIPAÇÃO!!


E NO PRÓXIMO MOGUN ALL STARS....





Você vai redescobrir o "Olho do tigre"!


Rise up!

No comments:

Post a Comment