ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Sunday, November 2, 2008

1º excursão Siu Ye Kuen do Méier as dependências do Nucleo Rio de Janeiro da Moy Yat Ving Tsun

Olá pessoal,

Este era um post que eu estava querendo fazer ha muito tempo, e agora com as fotos do evento em questão, será possível! Assim, agradeço a Felipe Mury por cede-las a mim.

Este post é sobre, como o titulo ja diz, a visita dos meninos da Unidade Mèier ao Nucleo Rio de Janeiro da Moy Yat Ving Tsun. Esse evento estava sendo muito aguardado por mim, e somente com a ajuda do Sifu, Sisok Ursula e claro, de todos os meus amigos da Familia KF, se tornou possivel!

Infelizmente quando este evento ocorreu, o pequeno Thiago Thiers, de 7 anos, ja tinha resolvido parar de treinar, e Marcelo Moreira, outro praticante de 11 anos do Meier, teve prova a manhã toda, não podendo participar.

Então um comboio formado por: Thiago Pereira,Karol,Paula Gama, Carlos Antunes, Felipe Mury e Guilherme. Partiu do Meier levando os 3 praticantes: Rafael Evaristo, Rodrigo Evaristo e Lucas Eustaquio para sua primeira visita ao Mogun.
(Momento em que os meninos chegaram: Rafa Evaristo foi o primeiro a adentrar o Mogun)

Para começar, muito trabalho os aguardavam: Montamos o Yam Cha(café-da-manhã) para eles aguentarem o tranco até a proxima parada que só aconteceria na hora do almoço.
Com a presença de outros praticantes como Sisok Fernanda Neves e Claudio Pamplona, mais o pessoal que saiu do Meier, os meninos tiveram contato com outros praticantes além de mim, Guilherme,Paula,Carlos Antunes e Mury pela primeira vez.

O Café foi muito animado, onde historias sobre kung fu foram contadas,e eles puderam se enturmar mais depressa e se sentirem a vontade no local.
(No inicio da arrumação, o trabalho ficou todo pra Sisok Fernanda e Pamplona. Os três "boas-vidas" ficaram olhando,mas ainda não tinham começado a ajudar..rs)
(Mas isso mudou rápido,quando os mantimentos chegaram, eles se encarregaram de arrumar a mesa!)

Após este momento e de arrumar toda a "bagunça" do café. Começamos o que é chamado de "Mogun-Tour". Um passeio pelas instações com um tutor dando detalhes sobre cada material,sala,instrumento,caracteristica,etc.. do Mogun. Eu fiz as vezes com muita honra, e fui com calma, comentando tudo com todos os detalhes de que consegui lembrar.
(O Mogun-Tour começou pela sala 129. De camisa dourada sou eu falando sobre os diplomas e certificados do Sifu na parede. Rodrigo e Rafa permanecem atentos. Será que se fossem certificados sobre matemática a atenção seria a mesma?...)
(O "Boneco de madeira" do Ving Tsun, ou Muk Yan Jong(Wodden Dummy). Sempre desperta fascínio. E já na sala onde o Sifu coordena as sessões e treinos coletivos, os 3 rapazes gostaram bastante de vê-lo pela primeira vez montado.)
("Nesta caixa, estão contidas todas as medições oficiais e 'segredos' do Clã Moy Yat para a construção do Jong, além de uma gravação com o nome de todos os golpes pronunciados pela esposa do Sisok Marcelo Abreu em cantonês" . [Fale em "segredos das artes marciais" e você terá toda a atenção no que você está dizendo!])
(A parede principal do Mogun, ou Jing Tong, possui o Jiu Pai pendurado nela. O Jiu Pai que aparece na foto, oficializa a posição de Mestre de Ving Tsun do Sifu Julio Camacho. Os meninos gostaram bastante também)


Após o passeio pelo Mogun, Carlos Antunes coordenou um pequeno treino de 15 minutos muito legal. E depois com a chegada dos meninos e meninas da idade deles que treinam na Barra, fomos até o estacionamento, e fizemos um mega-treino(que você confere na segunda parte deste post.)

Após o treino, um pouco mais de Kung Fu, Cultura Chinesa e muita comida na primeira ida deles a um restaurante chinês com a Familia KF. Muito mais do que encher a barriga, o treino no restaurante está nos detalhes. O Conhecimento da etiqueta chinesa à mesa, seguida da habilidade de discrição, podem garantir a você ser bem sucedido numa mesa com mestres ou chineses mais tradicionais. E mais do que isso, em qualquer mesa que você sente após passar por essas experiencia varias vezes, nunca mais será a mesma.
(Fomos bem atendidos, então rola uma propaganda grátis sim! Chegada do pessoal ao restaurante)
(A mesa redonda , permite que todos à mesa possam se olhar e conversar de uma melhor forma do que na retangular, usada no ocidente com mais frequencia. A parte azul, que é giratoria, permite que você tenha acesso a todos os alimentos , sem precisar ficar gritando: "Ô fulano! Passa o sal!". Não, não. Isso não acontece, quanto mais discreto você for, melhor seu kung fu.)
(os "palitinhos" ou em inglês "chopsticks" são sempre chamados pelo nome japonês de "hashi". Mas em mandarim, você pode conhecê-los como "Kuàizi". Onde "Kuài" já quer dizer "palitinho", mas quando você adciona o idegrama "Zi"(filhote) , dá o significado de algo pequenino também.
Neste momento estamos eu e os meninos observando a maneira mais correta de pegá-los.Rodrigo espertamente passou a semana que precedia o evento treinando com Miojo! rs E isso é verdade!rs)
(A pequena Amanda, praticante da Barra, também tentava entender como pegá-los)
(Paula tentava ajudar Luana Reis, a usar os KuàiZi.... "Pera aí! Vê logo um garfo e uma faca pro pessoal!"..rs)



Vocês vão notar, que o foco foi maior nas crianças do Meier. Isso porque a camera que registrou o treino na garagem, e a sessão de cinema após o almoço no Mogun, além da foto oficial do evento com o Sifu, foi a do Sihing Leo Reis e do próprio Sifu. Dessa forma, para mais imagens além de fotos dos praticantes da Barra, aguardem um novo post!

Um clipe muito legal com todas as fotos do evento foi produzido, mas infelizmente houveram problemas na postagem aqui, que só devem ser solucionados daqui a dois dias. Aguardem!

Obrigado!!

Thiago,Moy Fat Lei

No comments:

Post a Comment