ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Wednesday, August 29, 2007

Familia Kung Fu na "Semana da China" - 26/08/2007

No último Domingo, ocorreu o evento de encerramento da "SEMANA DA CHINA" no Forte de Santa Cruz, Jurujuba no município de Niterói.
Como todos sabem, eu, Sifu e Paula Gama estudamos mandarim uma vez por semana com a Professora Lily no próprio Mogun. Ao final de uma destas aulas, recebemos o convite dela para participarmos deste evento, e Sifu prontamente autorizou. Ficou combinado então, que Paula seria a coordenadora e eu a ajudaria.
Depois de muitas reviravoltas, finalmente haviamos fechado um grupo para a apresentação e outro para a equipe de apoio. Mas ainda assim,nos faltavam muitas informações, e isso acabou pesando muito mais a frente.Numa Segunda, inicio da semana que antecedia o evento, eu e Phelipe Pita, com a participação de Eduardo Fauzi e a orientação de Sifu. Treinamos as primeiras sequências do MAI SAN JONG, que até ali nós dois apresentariamos. Porém, na sexta e no sábado desta mesma semana, fechamos finalmente toda a apresentação e as estratégias para aquele Domingo..
No Domingo como combinado, fui para o Mogun cedo para encontrar : Phelipe, Diego, Teo e Thiago Silva, para que as 8:15 seguissemos em direção a Niteroi como o primeiro grupo. Silva infelizmente não pôde comparecer pro problemas de saúde, e devido a atrasos, só conseguimos partir as 8:30 daquela manhã.
Ainda no carro, Diego conseguiu contactar Domenico que combinou de nos encontrar no Nucleo Icaraí, para de lá nos guiar até o Forte de Santa Cruz.
Chegamos na rua paralela ao Mogun por volta de 9:15, ligamos para o Domenico mas o telefone se encontrava fora de área, e ao conseguirmos falar com Caxiano, este disse que Domenico estava nos esperando em outro local que não o MoGun. Estranhamos pois haviamos acabado de falar com ele. E só depois, Diego conseguiu contactá-lo e dizer que já estavamos na porta do Nucleo Icaraí.
Este foi um momento interessante de desconexão. O carro da Teo estava a uns consideraveis metros do Nucleo, e Diego deu a idéia de que ela e Phelipe fossem buscá-lo e trazê-lo até ali, para que quando Domenico chegasse, partissemos imediatamente. Os dois foram se distanciando de nós e eu cheguei a comentar com o Diego que era "um bom momento pra Lei de Murphy" atuar. Na verdade me restavam poucas duvidas que fossemos nos desencontrar. Não por eles, mas por toda a bagunça que se formava..
Depois de um tempo, nem Domenico nem Teo e Phelipe chegavam. Eram 9:42 e nem sinal deles. Domenico acabou chegando, mas Teo e Phelipe estavam em frente a um numero da rua em que estavamos que não existia... (!!) Acabamos os encontrando 3 minutos depois e partimos para o Forte Santa Cruz.
Só nesta pequena confusão, perdemos vários minutos. Se foram importantes ou não, não faço idéia, mas o que ficou registrado foi a desconexão total nossa e do Domenico.
Chegando ao Forte, desci do carro e percebi que estavam ensaiando a "Dança do Dragão". Enquanto isso, os outros foram estacionar o carro...
Achei Jaime cercado por reporteres do SPORTV e de alguma revista chinesa. Ele assim que me viu, prontamente me cumprimentou. Neste exato momento, nosso pequeno grupo se aproximou e Jaime cumprimentou a todos, inclusive recordando os nomes de cada um. Ele nos fez algumas perguntas como: quem iria apresentar ao microfone, como se escrevia o nome de nossa escola, etc... E momentos depois ele também me ajudou a achar a professora Lily que nos recebeu também muito bem.
Diego encontrou um banco perto de uma das poucas sombras, que acabou virando nossa "base", e também, um excelente local para quando a Simo, Sisok Ursula, crianças e demais familiares chegassem pudessem descansar. Além do Sifu.
Como fato curioso, a banda do exercito neste momento tocou uma das musicas da trilha de "ROCKY - um Lutador (Sylvester Stallone)" , e mesmo Diego tendo dito depois que se tratava na verdade da música "THE FINAL COUNTDOWN" do grupo Europe. Ainda prefiro acreditar que se tratava da trilha do Rocky..rsrs
Prosseguindo, fui para perto do grande palanque para ouvir aos anuncios que Jaime fazia ao microfone. Diego se aproximou e percebi que uma aglomeração de praticantes se formava perto do tatame. E lembrando que em eventos de Kung Fu costuma-se colocar os participantes em forma para a abertura do evento, organizei o grupo de forma que Marcelo Simões que já havia chegado junto com Flavio Caxiano e seu filho, ficasse no banco tomando conta das bolsas. Caxiano bateria as fotos, e eu, Domenico, Phelipe , Teo e Diego, entrariamos em forma caso fosse necessário.
Realmente a falta de informações sobre inclusive horários para as demonstrações fazia muita falta. Mantinhamos contato com o segundo grupo da Familia Kung Fu que estava pra chegar pelo telefone, e eu começava a temer que as coisas não fossem sair como desejado.
Em determinado momento, Marcelo se aproxima com as bolsas junto de Diego, mas essa não era uma boa idéia, pois perderiamos o lugar guardado para o pessoal quando chegassem. Diego concordou, mas parecia que nem todos pensaram nisso, e não restando alternativas, Diego se ofereceu para ficar lá guardando lugar.
Algum tempo depois, começou enfim o evento. A "Dança do Dragão" abriu os festejos, e logo em seguida, um dos momentos mais marcantes daquela manhã...
Um grupo de meninas da Associação Cultural, ficou a postos para executar a "Dança do Leque", mas infelizmente, a música não tocava de jeito nenhum "por motivos de problemas técnicos" segundo Jaime dizia ao microfone. Mas, por mais que o tempo passasse, a música não voltava, e era visivel que em cima do palanque, Jaime procurava em volta uma solução para resolver aquilo. E o público, assim como as meninas que permaneciam paradas debaixo daquele sol escaldante, mal perceberam quando uma pequena senhora se aproximou do grupo, e enquanto caminhava, cantava com toda a força a música que as meninas dançariam caso o som funcionasse. Elas então começaram a dançar e pude ver quando Jaime se sentiu aliviado, ao perceber que era na verdade sua mãe um pouco mais abaixodo palanque, cantando sozinha para que as meninas dançassem...
(Professora Lily ao fundo,canta vigorosamente para que as meninas possam dançar)
O erro da equipe de som ajudou a apresentação das meninas ganhar todo um tom simbólico, mas era claro que o público não percebeu isso e continuou reclamando. E descobri que nem as meninas apreciaram o "acaso", quando duas delas após a apresentação, reclamaram que tinham sido prejudicadas pela falta de som ao passarem por mim..
Já estavamos na 4º apresentação, e eu começava a ponderar se o restante da Familia Kung Fu conseguiria chegar a tempo. Propus que montassemos uma outra combinação de pares para nos apresentarmos caso, Sisok Ursula, Dai Sihing Léo e os outros que participariam não chegassem, mas me foi dito para ter calma pois dava tempo...
Uma das poucas coisas que entendo, é de apresentações de Kung Fu aqui no Rio. E posso dizer que todas são executadas enquanto uma música de fundo é tocada, de preferência, o tema de "WONG FEI HUNG" do filme "ERA UMA VEZ NA CHINA" (Once Upon a Time in China) do Jet Li. As musicas costumam acabar rápido, e desta vez não seria diferente.Pois quando vi, estavamos já na 6º apresentação, e eramos os 11º. Olhei para o lado e vi que o pessoal de Niteroi tinha se afastado para uma sombra mais distante. Eu combinei com a Teo então, que se chegasse a oitava apresentação e nosso pessoal não chegasse, ela deveria correr até o Caxiano, dar máquinas e celulares a ele, depois ir correndo pra ficar no lugar do Diego, e pedir a ele que se juntasse a mim e ao Phelipe Pita, pois fariamos a demonstração os 3!!
Diego apareceu e fomos para o lado do palanque, na concentração. Já estavamos na 9º apresentação. Todo o ensaio de dois dias, todo o planejamento deveria ser alterado para que apenas nós três fossemos capazes de fazê-lo da melhor forma possivel.
Ficou combinado, que Diego seria o apresentador, e eu e Phelipe Pita demonstrariamos. Domenico se aproximou, mas ja tinhamos fechado tudo e não havia mais tempo para mudanças, o timing ja tinha sido perdido.
A 10º apresentação começou, mas nesse momento Domenico disse: "chegaram!"..
Vi Sisok Ursula descendo de um carro do exercito com Cátia Reis, esposa do Dai Sihing e seus dois filhos. Sisok veio até nós e mais mudanças deveriam ser feitas. Então Sifu chegou com Soares,Eliza,Simo,Julia,Jade,Fernanda,Fernando, Xavier e por ultimo, Dai Sihing e Paula Gama.
Havia pouco tempo para nós e finalmente conseguimos nos posicionar.. estavam todos lá. E Soares já estava no palanque esperando para ser o próximo. Porém, o ultimo grupo antes de nós, estranhamente não terminava nunca, e depois outro grupo entrou na nossa frente e demorou mais uma eternidade. O publico já havia ido todo embora, e era dificil acreditar na multidão que havia estado ali na abertura da "dança do Dragão"...
Para completar a coisa toda, todos os chineses do consulado e das associações chinesas que estavam ali presentes, foram convidados a se posicionarem no meio do tatame das apresentações porque o SPORTV estava de partida e queria filmá-los falando "Bem-vindos a Pequim 2008!" ( -_- ')
Ao final disso, ouvimos Jaime dizer: "Encerramos as apresentações!"
Nosso grupo estranhou, mas logo após ele dizer isso, anunciou a próxima Associação de Kung Fu, e para dizer a verdade, eu nem tinha mais certeza se queria ainda me apresentar. E assim que acabou a demonstração desta ultima Associação, Jaime encerrou de vez o evento. Soares nos explicou os motivos e rapidamente nosso grupo se mobilizou para se retirar o mais rapidamente possível. Alguns de nós ja estavam no estacionamento pegando seus carros, e não viram quando a professora muito aflita pelo ocorrido, se aproximava de nosso grupo bradando as palavras em mandarim: "MEI YI! MEI YI!!!" ... "MEI YI! APRESENTA Lá!" .. a Professora tentava nos covencer a nos apresentarmos mesmo assim. Mas Soares já havia nos adiantado segundos antes, que um General havia dado , com "muita gentileza" a ordem expressa de que tudo aquilo se encerrasse e que todos se retirassem, não deixando escolha para Jaime.
A professora, assim como nós, ouviu Jaime fazer o ultimo anuncio ao microfone, dizendo que a foto oficial seria tirada com todos. E mais uma vez ouviamos: "MEI YI! MEI YI! VEM TIRAR FOTO! CADÊ SIFU?!"
A professora dava toda a atenção a nós e nosso grupo não sabia o que fazer, se íamos ou não.Vi então que Marcelo Simões já estava lá fazia tempo, e não por isso, mas pela relação com a professora, dei minhas coisas ao Dai Sihing e fui me posicionar junto com a Fernandinha. Porém, quando chegavamos perto, a foto foi batida. Todos debandaram e a professora praticamente "obrigou" as pessoas do consulado a tirarem uma foto oficial conosco, que foi registrada pela máquina do Caxiano e do repórter chinês.
Enquanto esperavamos pelos carros que nos pegariam lá em cima, Jaime se aproximou de mim e veio se desculpar pelo ocorrido formalmente. Neste tipo de situação, o mais importante, não é ouvir milhares de desculpas, é simplesmente perceber que a pessoa foi o mínimo "Tocada" pelo acontecimento, e tentar não criar situações para que a pessoa seja obrigada a pedir desculpas a todo o momento. Por isso deixamos Jaime tranquilo, porque realmente para a grande maioria de nós, estava tudo bem..
Jaime ainda me chamou novamente para oferecer um onibus que levasse a todos até lá embaixo, na entrada do Forte, mas expliquei que estavamos bem, e agradeci.
Após descermos a longa e engarrafada estrada até a saída do Forte, a grande maioria de nós seguiu para um restaurante em frente a praia de Charitas, onde almoçamos por umas duas horas.
Foram excelentes momentos ao lado de Sifu e Simo , onde o grupo pode integrar-se e relaxar de tal forma que num comentário muito oportuno direcionado ao Sifu, Soares sintetizou tudo o que sentiamos ali:
"Sihing, eu to vendo todos aqui rindo e conversando, e não dá pra acreditar que saimos cedo de casa, passamor por isso tudo, não nos apresentamos e que mesmo assim parece que não aconteceu nada!"
Sifu riu e concordou de forma enfática, acrescentando que aquela era grande diferença de nosso grupo. Principalmente para aqueles que haviam ficado até ali,o dia tinha sido muito mais proveitoso, do que seria caso tudo tivesse dado certo.
Fomos todos embora vendo o sol se por sobre as ondas da praia de Charitas e com muitas novas histórias para contar, mas que por mais rico que tenha sido, não impede que paremos para pensar:
-Porque estavamos ali? Para que estavamos ali??
-quanto o fato de terem cortado nossa apresentação, mexeu com cada um de nós??
-quanto estavamos conectados uns aos outros e ao todo durante toda a manhã?? Desde antes de sairmos do Nucleo Barra?
-Será que a estratégia foi a melhor que poderiamos ter elaborado??
Acho que agora com mais calma, vale a pena cada um que esteve lá, parar e pensar no que sentiu . Se não , de nada valeu..
Participantes:
-Sifu
-Simo
-Jade Camacho
-Julia Camacho
-Roberta
-Dai Sihing Léo Reis
-Cátia Reis
-Lucas Reis
-Luana Reis
-Sisok Ursula Lima
-Flavio Caxiano e seu filho.
-Domenico
-Felipe Soares
-Eliza
-Fernanda Neves
-Fernando
-Diego Guadelupe
-Marcelo Simões
-Thiago Pereira
-Paula Gama
-Fernando Xavier
-Teonice Lira
-Phelipe Pita
* "MEI YI" é a pronuncia em mandarim de MOY YAT.
** Algumas fotos foram sim tiradas do Orkut alheio. Mas por uma boa causa..rs
Agradecimentos:
-Eduardo Fauzi : que treinou duro comigo e com o Phelipe Pita na semana que antecedia o evento.
-A Carlos Antunes pelo suporte com a câmera.
-A Thiago Silva(Chi Yau Si) que se dispôs a estar conosco mas por motivos de saúde infelizmente não esteve fisicamente.
E especialmente a Professora e ao seu filho Jaime pelo convite.





































































No comments:

Post a Comment