ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Friday, May 2, 2008

NEW LEGENDS OF KUNG FU MASTERS

Certa vez li no Mogun, um livro que sempre via no armário da 130 de autoria de Sitaigung Moy Yat, mas nunca sequer havia aberto. Porém, mal sabia eu que seria um dos livros mais legais e interessantes que já havia lido até então. O nome dele era A LEGEND OF KUNG FU MASTERS.. e contava histórias se bem me lembro, de praticantes de Ving Tsun da época de Hong Kong, e da visão de Sitaigung sobre os eventos que estes participavam, inclusive ele mesmo.

São pequenas histórias muito envolventes, daquelas típicas da Família Kung Fu que o Sifu conta num momento ou outro durante os treinos, ou mesmo na mesa do restaurante.

E com todo o cuidado, tomando a idéia emprestada, resolvi inagugurar hoje, uma versão com Novas Lendas, as quais eu vivi ou presenciei, mas com isso não me julgo um Kung Fu Master..rs é só mesmo um trocadilho com o título original.. e acho que não tem porque não ser interessante, relembrar histórias e eventos marcantes dos Núcleos Jacarepaguá e Barra da Tijuca. Além agora é claro ,das novas Unidades: Leblon e Méier.

A ilustração acima, foi também tentando remeter ao original que contém ilustrações, e nela podemos observar Moy Dai Lap Sisok e Moy Fat Lei,personagens deste digamos, primeiro POST do NEW LEGENDS OF KUNG FU MASTERS.

Por favor, aproveitem.


Iron Maiden e Ving Tsun


Num evento que ocorreu em 2004 aqui no Rio, Sigung Leo Imamura estaria chegando ao Aeroporto Santos Dumont as 17h30min de uma sexta, e Sifu pediu que eu e Sisok Diego,Moy Dai Lap, ficássemos responsáveis por recebêlo no aeroporto e fazer o transporte até a Barra.

Encontrei com Sisok então as 15:30 na porta de seu prédio no bairro da Freguesia, e fomos até a garagem pra pegar seu carro. A tarde era de sol, e nós dois estávamos usando ternos.

Quando entrei no carro do Sisok, a primeira coisa que ele perguntou foi a seguinte:

—Thiagão, a gente ta com tempo, Linha Amarela ou Grajaú? —Perguntou Sisok se referindo a qual o melhor caminho até o aeroporto.

—Linha Amarela paga né?

—Paga.

—Eu to meio..

—Sem grana né? Eu também. Então? Vamos pela Grajaú?

—Ta.

— Pera aí rapidinho pra eu botar um Cdzinho pra gente ouvir.

Sisok puxou então o CD do Iron Maiden ao vivo no Rock In Rio. Isso por si só poderia parecer algo casual, mas a trilha sonora seria parte marcante da viagem.

—Cê curte Thiagão?

—Não conheço muito.

Depois dessa minha frase, passei a conhecer, seguimos a toda para a estrada Grajaú—Jacarepaguá e para quem não conhece, é uma estrada que fica em uma serra, com curvas dignas de belas capotagens, e eu que até então mal passava dos 70 Km/h quando dirigia,me segurava firme no bancodo carona ao som de THE TROPPER ,enquanto Sisok muito tranqüilo, pisava fundo já que este caminho era mais longo.

Chegando no Grajaú, nos deparamos com talvez um dos maiores engarrafamentos que o Rio de Janeiro já teve. A impressão é que todos os cidadãos da cidade sabendo que o Sigung estava a caminho resolveram sair de carro todos ao mesmo tempo, e nossa folga no horário, começou a apertar cada vez mais.

Ainda ao som de Iron Maiden e já tensos por não saber se chegariamos a tempo, Sisok começou uma das maiores demonstrações de noção de espaço que eu já vi..rs E em espaços absurdamente estreitos onde eu jurava só passarem motos, ele colocava seu corsa atrás, cortando caminho a toda no meio do engarrafamento.

Na Presidente Vargas, próximos a Candelária, Sisok perguntou:

—Thiagão, você sabe ir pro Aeroporto daqui?

—.............

—Porque eu não lembro...AÊ AMIGÃO!

Sisok abriu a janela e pediu informações a um outro motorista, pegamos então um desvio a direita da igreja e seguimos por mais um engarrafamento. Desta vez era realmente monstruoso, mas Sisok enfiou o carro no meio das fileiras e conseguiu achar espaço..rs e desta vez até mesmo ele riu do feito.

Ninguém poderia acreditar que faltando três minutos pra chegada do Sigung estaríamos estacionando na frente do Santos Dumont e já me sentindo um membro honorário do Emergência 911 ouvi o Sisok dizer:

—Thiagão, fica aqui com o carro que eu vou lá pegar o Sigung.

—Então deixa o documento.

—Não lembro onde está.

—Mas e se a policia perguntar.

—Se vira Thiagão, diz que o Sigung ta chegando.

—............

Sisok saiu em disparada, e finalmente eu desliguei o som do carro. Parei um pouco afastado e fiquei no banco do motorista ainda lembrando do caminho que fizemos a tempo, quando de repente, sinto um objeto de ponta pressionado contra o meu rosto. E ouço:

—Ta vendo? Se fosse um assalto tu já perdia.

Era o Sisok com as chaves de casa. Saí do carro e ele disse que o vôo se atrasaria. Comentou então sobre ser importante não permanecer dentro do veículo quando este estiver estacionado na rua. Ele então voltou , pegou o Sigung, e partimos pro evento, onde Sigung daria uma palestra.

Sigung montava os slides finais em seu Laptop, enquanto Sisok conversava com ele, e engraçado mesmo,foi notar que dessa vez o carro chegou a morrer, dar pinote e tantas outras coisas, e pensei o quão diferente estava a habilidade do Sisok no volante na volta com o Sigung no carona..rs Tanto é que chegamos mega atrasados na Barra, local do evento..rs

Nossa aventura não parou por aí, neste mesmo final de semana ficamos responsáveis pelos translados do sigung durante o evento, presente do Sifu. Onde no Sábado, dia seguinte, acordo com uma ligação do mesmo Dai Lap Sisok dizendo que eu tinha dez minutos para pegar ele em casa na Freguesia, e mais 10 para chegar a tempo no Hotel na Barra e pegar o Sigung, isso na hora do rush das pessoas que vão pra praia, pois os horários tinham mudado.

—Beleza Thiagão, temos então agora 10 minutos pra pegar o Sigung — Sisok botou o cinto e se acomodou.

—Hoje não temos Iron Maiden.

—Sem problema, confio em você.

Mas essa é uma outra história...


No comments:

Post a Comment