quarta-feira, 28 de setembro de 2016

New Bruce Lee movie: A Conceptual mistake (Novo filme de Bruce Lee: um erro conceitual)

by Thiago Pereira (moyfatlei.myvt@gmail.com)

Já ouvi dizer que : "Um homem dura uma vida, mas um nome dura pra sempre".- Essa sem dúvidas é uma frase bem inspiradora, e um dos nomes que a quase 50 anos não é esquecido é o de Bruce Lee.
O número de produções homenageando o "Pequeno Dragão" são tantas, que é difícil até enumerá-las. E em 2016, mais uma vez "Bruce Lee será ressucitado" no filme "The Birth of The Dragon"(2016) ainda sem título em português.
O filme traz o empático e carismático Philip Ng (Ng Wan Lung 伍允龍) no papel de Bruce Lee.

I've heard that: "A  man lives a life but a name lives forever" .- This no doubt is a very inspiring phrase, and one of the names that almost 50 years is not forgotten is the Bruce Lee's name.
The number of productions honoring the "Little Dragon" are such that it is difficult to enumerate them. And in 2016, again "Bruce Lee will be resurrected" in "The Birth of The Dragon" (2016) untitled in Portuguese.
The film stars the empathic and charismatic Philip Ng (Ng Wan Lung 伍允龍) in the role of Bruce Lee.
(Pai de Chan Wah Shun pede a Leung Jaan que o aceite 
como discípulo na novela Wing Chun de 2007)
(Chan Wah Shun's father asks Leung Jan to accept him
as a disciple in Wing Chun soup-opera, 2007)

Philip Ng é nascido em Hong Kong , mas passou quase toda a sua vida em Chicago. Após ter contato com outras artes chinesas como Hung Ga e Choy Lee Fut, se tornou discípulo do lendário Wong Shung Leung, Si Hing de meu Si Taai Gung Moy Yat. 
Philip conseguiu se firmar como um grande nome do cinema de artes marciais de Hong Kong, se tornando inclusive coreográfo e repórter do fabuloso programa de Hong Kong "Kung Fu Quest". No qual Philip e outros praticantes de artes marciais de Hong Kong viajavam até locais ermos da China continental para conhecer Sistemas e Si Fu tradicionais. Ele se destacava pelo seu respeito com os entrevistados, coisa que seus amigos nem sempre faziam, e por sua amabilidade.
Philip contribui sempre para a propagação do Ving Tsun, seja pelo seu caráter ou por papéis marcantes como Chan Wah Shun, na novela "Wing Chun" de 2007, quando contracenou com a lenda viva Yuen Biao que estrelava a produção no papel de Leung Jaan.

Philip Ng was born in Hong Kong, but spent most of his life in Chicago. After contact with other Chinese arts like Hung Ga and Choy Lee Fut, became a disciple of the legendary Wong Shung Leung, Si Hing of my Si Taai Gung Moy Yat.
Philip managed to establish himself as a big name in Hong Kong cinema, including becoming a choreographer and reporter of the fabulous Hong Kong show "Kung Fu Quest". In which Philip and other martial artists from Hong Kong traveled to local wilds of mainland China to meet traditional systems of martial arts and Si Fu. He stood out for his respect to the respondents, something that his friends did not always did, and for his kindness.
Philip always contributes to the spread of Ving Tsun, either by his character or by striking roles as Chan Wah Shun, from "Wing Chun" 2007, when, plays along with the living legend Yuen Biao who starred that production in the role of Leung Jaan.
Quando o trailer do novo filme sobre Bruce Lee estrelando Philip Ng saiu, devo dizer que torci um pouco o nariz assistindo. Isso porque o número de galhofas envolvendo esse ícone é tamanho que sempre temos um pé atrás quando uma nova produção é lançada.
O filme ao que parece, contará a história de Bruce no caminho para se tornar um ícone, e foca na famosa luta com Wong Jack Man em São Francisco.

When the trailer for the new film about Bruce Lee starring Philip Ng came out, I must say that I was afraid while watching. This is because the number of bad productions involving this icon is such that we always have a back foot when a new production is launched.
The film apparently, will tell the Bruce story on the way to becoming an icon, and focuses on the famous fight with Wong Jack Man in San Francisco.
O trailer apresenta Wong Jack Man como um monge Shaolin e Bruce Lee como alguém objetivo e voltado para resultados práticos. O filme mostrará , a resistência do Círculo Marcial Chinês com o fato de Bruce estar ensinando ocidentais.

The trailer features Wong Jack Man as a Shaolin monk and Bruce Lee as someone objective and focused on practical results. The film will show the Chinese Martial Circle resistance with the fact that Bruce be teaching Western.
Billy Magnussen talvez seja o grande problema desse filme num primeiro momento. Ele interpreta um personagem fictício chamado Steve McKee, que talvez seja uma referência a Steve Mcqueen , famoso ator de cinema e aluno privativo de Lee.
A questão aqui não é simplesmente o que ele fará no filme, e sim, o fato de que para o filme ser relevante no ocidente, tenha que ter um caucasiano de alguma forma na produção. Foi assim com "O Reino Proibido (Forbidden Kingdom,2008) que estrelava Jackie Chan , Jet Li e um rapaz aleatório caucasiano. Será que mesmo que quase 50 anos após sua morte, o ícone Bruce Lee , não seria suficiente para vender esse filme no ocidente? Não seria mais inteligente usar sua esposa , Linda Lee, como contraparte caucasiana no filme?

Billy Magnussen is perhaps the major problem of this movie at first. He plays a fictional character named Steve McKee, perhaps a reference to Steve Mcqueen, famous film actor and private student of Bruce Lee.
The issue here is not just what he does in the film, but the fact that for the film to be relevant in the West, have to have a Caucasian somehow in production. So it was with "The Forbidden Kingdom (2008), which starred Jackie Chan, Jet Li and a  random Caucasian guy. Is that even almost 50 years after his death, Bruce Lee icon would not be enough to sell this movie on west ? Would not it be smarter to use his wife, Linda Lee ,as Caucasian counterpart in the film?
Estamos obviamente falando de negócios aqui. E se para vender um filme isso é necessário, saiba que farão hoje e sempre. Porém, se em algum momento a ideia foi homenagear a memória de Bruce Lee, que tanto lutou contra o racismo no cinema ocidental. Conceitualmente o filme ja começa equivocado.

We are obviously talking about business here. And if to sell a film it is necessary it will be done for sure. However, if at any time the idea was to honor the memory of Bruce Lee, who fought against racism in Western cinema. Conceptually the film already begins wrong.


Watch the trailer:



terça-feira, 27 de setembro de 2016

Ving Tsun and Self-Defense (Ving Tsun e Defesa Pessoal)

(Si Baak Nataniel Rosa golpeia Si Suk Fabio Gomes durante demonstração no BOPE)
(Si Baak Natan punches Si Suk Fabio during a demo at the Rio Police Elite Squad headquarters)

A lógica grega divide as coisas entre teórica e prática. E assim, concebemos qualquer ideia relacionada as artes marciais. Quando vemos um movimento do Ving Tsun num primeiro momento, tentamos associá-lo com alguma "situação prática" na qual ele poderia ser usado. Isso pode até parecer funcionar em alguns momentos, mas na maioria nossa busca por um "sentido" no que fazemos, nos distância das "evidências" que um determinado movimento , ou como chamamos, dispositivo, porta dentro dele.

The Greek logic divides things between theory and practice. And so, we conceive any idea related to the martial arts . When we see a movement of Ving Tsun at first, we try to associate it with some "practical situation" in which it could be used. That may seem to work at times, but most our search for "meaning" in what we do, distance us of the "evidence" that a particular movement, or as we call, device, port inside itself.
(Si Fu pratica o Muk Yan Jong na antiga sede mundial da MYVT)
(Si Fu practices Muk Yan Jong at the former headquarters of MYVT)


Quando falamos de "defesa-pessoal" para um leigo, ou mesmo um praticante inexperiente de artes marciais. Possivelmente virá a sua cabeça uma movimentação que vai garantir seu bem estar físico numa situação de crise. Esse tipo de pensamento estereotipado ocorre, segundo Geoffrey York em "Battling the Clichés in Birthplace of Kung Fu", porque o conceito de "Kung Fu" no ocidente é basicamente conhecido através de filmes . E nesse mundo cinematográfico, Jackie Chan, Bruce Lee e Jet Li são considerados Mestres com suas habilidades de se defender fisicamente.

When we speak of "self-defense" to a layman, or even an inexperienced practitioner of martial arts. Possibly comes to his head a move that will ensure his physical well being in a crisis situation. This kind of stereotyped thinking occurs, according to Geoffrey York in "Battling the Clichés in Birthplace of Kung Fu", because the concept of "Kung Fu" in the West is basically known through films. And in this movie realm, Jackie Chan, Bruce Lee and Jet Li are considered Masters with their skills to defend thenselves physically.
Felizmente, fomos brindados com a franquia "O Grande Mestre" (Ip Man) , que nos mostra um Mestre de Kung Fu, envolto em problemas do dia a dia como falta de dinheiro, doenças e problemas de relacionamento. Ip Man, não o da vida real, mas dos filmes. É uma espécie de "Homem-Aranha" moderno: Um herói que tem os mesmos problemas que a audiência, fazendo com que ela se identifique mais com ele.

Fortunately, we were treated to the franchise "Ip Man", which shows a Master of Kung Fu, wrapped in problems of everyday life such as lack of money, illness and relationship problems. Ip Man, not from real life, but from the films. It is a kind of modern "Spider-Man" : A hero who has the same problems as the audience, causing it to identify more with him.
(Si Suk Ursula Lima e Si Suk Ricardo Queiroz praticando observados ao fundo por Si Gung)
(Si Suk Ursula Lima and Si Suk Ricardo Queiroz observed
 from the background by Si Gung while practicing)


Nos filmes do "Grande Mestre" , vemos Ip Man com uma atitude diferenciada que é a de evitar o confronto a qualquer custo. Pois o personagem sabe , como um artista marcial experiente. Que entre a fantasia que muitas vezes nos leva a uma prática marcial, e a realidade que pode nos levar a morte. Existe uma grande diferença.
Por isso, é perigosíssimo falar em "técnicas de defesa pessoal". Pois , ao se falar em técnicas, dá-se a entender que ela será eficaz no que se propõe, independente do contexto em que for usada.

In the movies about "Ip Man", we see Ip Man with a different attitude is to avoid confrontation at all costs. For the character knows, as an experienced martial artist. That between fantasy that often leads us to a martial practice for the first time, and the reality that can lead us to death. There is a big difference.
So it is dangerous to speak of "self defense techniques." For, when speaking "techniques", gives to understand that it will be effective in what it proposes, regardless of the context in which it is used.
Por isso, Grão-Mestre Leo Imamura(foto) fala da importância do papel da antecipação quando se trata de "defesa pessoal" (física): "A defesa pessoal , principalmente para o civil. Ela se encontra no estágio anterior ao momento de conflito" - Diz Si Gung em uma entrevista.
Isso quer dizer, que ao invés de pensarmos em como reagir quando a situação já estiver acontecendo, pensamos no perigo quando ele ainda está imanente. Pois, se você pensar em como se defender depois que a situação acontecer, estará sempre em desvantagem, pois o atacante, numa situação de assalto por exemplo, já sabe onde vai atacar.

So, Grand Master Leo Imamura (photo) talks about the importance of the role of anticipation when it comes to "self-defense" (physical). "The self-defense, mainly for civil people,  is in the previous stage to the moment of conflict "- says Si Gung in an interview.
This means that rather than think about how to react when the situation is already happening, think of danger when it is still immanent. For if you think about how to defend after the situation happens, you will always be at a disadvantage because the attacker in an assault situation for example, already knows where he will strike.
Quando conheci Si Fu(foto), durante o que chamamos de "Apresentação Individualizada", no mesmo local da foto acima: Núcleo Tindiba no Rio de Janeiro. Percebendo a minha falta de interesse no que ele estava falando a respeito do Ving Tsun, e minha vontade de ver alguma ação. Ele me convidou para me levantar que ia me mostrar uma coisa. Ele já sabia que eu tinha praticado uma arte marcial coreana por um ano e meio e disse sem rodeios: "Me dá um chute". Eu era abusado o suficiente para fazê-lo, mas simpatizei com Si Fu desde à primeira vista e perguntei: "Qual?" . Ele então respondeu: "Qualquer um".
Usei chute, e Si Fu, que na época era paciente o suficiente para este tipo de demonstração, apenas com uma das pernas abordou o chute, girou-me no meu próprio eixo e me deixando de costas para ele, posicionou uma palma em minha nuca: "Legal né?" - perguntou ele. Meu sorriso respondia por mim.

When I met Si Fu (photo), during what we call the "Individualized Presentation" at the same location the photo above:former Tindiba School in Rio de Janeiro. Noticing my lack of interest in what he was talking about on Ving Tsun, and my desire to see some action. He invited me to get up because he was going to show me something. He knew that I had practiced a Korean martial art for a year and a half and said bluntly: "  Kick me " I was abused enough to do it, but sympathized with Si Fu since at first glance and asked, "What Kick?" . He then replied: "Anyone."
So I kicked, and Si Fu, who at the time was patient enough for this type of demonstration, with only one leg approached the kick, turned me on my own axis and driving me back to him, placed a palm on my nape: "Cool right?" - He asked. My smile answered for me.
(Esse sou um mês antes de meu primeiro encontro com Si Fu)
(Thats me, just one month before my first meeting with Si Fu in my life)


 Com o tempo, passei a entender o que meu Si Fu falou algumas vezes sobre quando precisarmos do Kung Fu ele aparece. E por saber a dor que um soco causa quando somos golpeados pra valer , e por saber da responsabilidade que devemos ter ao golpear alguém. Não tenho mais fantasias com lutas e duelos nos meus devaneios.
Entendendo minha responsabilidade como um descendente da Linhagem Moy Yat , estive sempre buscando me antecipar a possíveis situações de confronto físico.  Ainda que muitas vezes tenha escutado ou vivido coisas que não gostei de viver nem de ouvir. E em outras oportunidades, poucas de fato, mas em que fui acometido fisicamente depois que comecei a praticar e preferi deixar pra lá.
Nessas horas, sempre lembrava do que Si Gung disse certa vez: "O que dói não é o tapa, é o ego".

With time, I understood what my Si Fu spoke a few times about when we need, the Kung Fu appears. And knowing the pain that a punch does when we are beaten for real, and know the responsibility that we have when we hit someone. I have no fantasies about fights and duels in my daydreams.
Understanding my responsibility as a descendant of the Lineage Moy Yat, I was always looking to anticipate the possible situations of physical confrontation. Although often I have heard or experienced things that I did not like to live or to hear. And at other times, few indeed, but I was physically attacked after I started practicing and I preferred to let it go.
At such times, always remember what Si Gung once said: "What hurts is not the punch, is the ego."
No próximo Sábado, membros do Grande Clã Moy Yat Sang do Rio de Janeiro poderão entender mais sobre "Inteligência Marcial aplicada a Defesa Pessoal" no seminário com Mestre Leonardo Reis(foto), meu Si Hing. O Seminário será no próximo Sábado de 09h as 11h no Méier ! Para maiores informações é só mandar um email para: moyfatlei.myvt@gmail.com

Next Saturday, members of the Grand Moy Yat Sang Clan of Rio de Janeiro can understand more about "Martial Intelligence applied to Self Defense" at the seminar with Master Leonardo Reis (photo), my Si Hing. The seminar will be next Saturday 09h 11h. For more information just send an email to: moyfatlei.myvt@gmail.com

The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com

domingo, 25 de setembro de 2016

O 1º Mestre de Ving Tsun (Wing Chun) de Rocha Miranda (Rocha Miranda neighborhood´s first Ving Tsun master)

Você que hoje anda aos Domingos de manhã próximo a esquina da Rua dos Rubis com a Rua dos Topázios em frente ao sinal, seja para comprar um galeto, o jornal ou por qualquer outra razão. Talvez repare no senhor que vende DVD´s ali ao lado da padaria. Em sua banca, é possível encontrar os filmes da franquia "O Grande Mestre", estrelando Donnie Yen(foto) no papel de Ip Man, o maior Mestre de uma arte chinesa chamada Ving Tsun (lê-se "Wing Chun") que já viveu. Mas em 1995, quando me mudei de Rocha Miranda , ninguém sabia o que era Ving Tsun... Nem mesmo tínhamos DVD´s, apenas as fitas VHS que podiam ser alugadas na Primu´s Video, na mesma esquina...

You who now walks on Sunday morning near the corner of Rubies Street and Street of Topazes in front of the sign,  to buy a cockerel, the newspaper or for any other reason. Perhaps notice the gentleman who sells DVD's there next to the bakery. In his business, you can find the franchise films "Ip Man" starring Donnie Yen (photo) in the role of Ip Man, the greatest Master of the Chinese Art called Ving Tsun (read "Wing Chun") . But in 1995, when I moved away from Rocha Miranda, nobody knew what Ving Tsun was ... We did Not even had DVD's, only VHS tapes that could be rented at Primu's Video, on the same corner ...

O PRIMEIRO MESTRE DE 
VING TSUN DE ROCHA MIRANDA
ROCHA MIRANDA'S FIRST VING TSUN MASTER


Me chamo Thiago Pereira , na foto acima, apareço entre meu Mestre Julio Camacho, e o Mestre de meu Mestre: Sr Leo Imamura. Nasci em Rocha Miranda, e hoje queria contar um pouco sobre como no ano passado, me tornei o primeiro Mestre de Ving Tsun reconhecido internacionalmente de nosso querido bairro.
Na verdade, para quem anda hoje nas ruas perigosas de Rocha Miranda, talvez não lembre ou não tenha vivido os bons tempos da primeira metade dos anos 90, quando com apenas 11 anos, podia ir à Festa da Igreja Santa Bárbara sem problemas com meus amigos.

My name is Thiago Pereira,and in the photo above, I'm between my Master Julio Camacho, and my Master's Master: Mr. Leo Imamura. I was born in Rocha Miranda, and now I want to tell a little about how last year, I became the first Master of Ving Tsun internationally recognized from our beloved neighborhood.
In fact, for those who walk today in the dangerous streets of Rocha Miranda, may not remember or did not lived the good times of the first half of the 90s, when I was only 11 years old, and could go to the Feast of St. Barbara Church smoothly with my friends .

Cresci na Rua Vieira do Couto, e meu avô Carlos que me segura nesta foto chegou ao bairro nos anos 50 e casou-se com minha avó, que havia chegado uns dez anos antes. Minha mãe nasceu e também cresceu nesta rua. E assim como eu, estudou no Colégio Salesiano. Mais tarde, conheceu meu pai na Associação de Rocha Miranda. E finalmente em 1983 eu nasci. 

I grew up in Vieira do Couto Street, and my grandfather Carlos ,holding me in this photo, came to the neighborhood in the 50's and married my grandmother, who had arrived ten years earlier. My mother was born and also grew up on this street. And as I studied at the Salesian School. Later, she met my father in Rocha Miranda Main Club. And finally in 1983 I was born.

(Segurando meu skate em 1989 em frente ao 386 da Rua Vieira do Couto 
onde vivi entre 1989 e 1995)
(Holding my skateboard in 1989 in front of number 386 of Vieira do Couto Street
where I lived from 1989 to 1995)

Rocha Miranda não era muito conhecida fora da Zona Norte. A praia ficava bem mais longe do que é hoje, quase ninguém tinha carros, poucos tinham uma linha telefônica, mas isso não importava muito! A vida era bem mais simples e pacata naqueles dias,e posso dizer que minha infância foi muito feliz.
Porém, em 1995, fomos convidados a nos retirar da casa em que vivíamos e como não era possível vivermos todos na pequena casa dos meus avós no início da rua, nos mudamos para Jacarepaguá. Todos os amigos da rua e da escola, todos os sonhos, ficaram para trás. E quando somos crianças, isso nem sempre é tão fácil de entender.

Rocha Miranda was not widely known outside the North Zone  of Rio. The beach was much far awaythan it is today, almost no one had cars, few had a phone line, but it did not matter much! Life was much simpler and quiet in those days, and I can say that my childhood was very happy.
However, in 1995, we were invited to leave the house in which we lived and how it was not possible to live all in the small house of my grandparents in the beginning of the street, we moved to West Zone. All friends of the street and the school, all the dreams, stayed behind. And when we are children, this is not always so easy to understand.
(Fazendo um discurso após ser titulado como Mestre de Ving Tsun em 29 de Agosto de 2015)
(Making a speech after being titled as Master of Ving Tsun on August 29, 2015)

Quando cheguei no novo bairro, foi acometido por sucessivas abordagens na rua: Pivetes, espertalhões na escola, bandidos, etc...  Todas as vezes que algo me acontecia, sonhava em voltar a Rocha Miranda, e pensava sempre em todos os meus amigos do Salesiano: Todas as festas, todas as descobertas, todas as risadas que eu estava perdendo por estar tão longe. 
Alugar filmes era minha maior diversão num lugar que não conhecia ninguém. E "Manobra Super Radical" (Airborne,1993) eu alugava quase toda a semana. Contava a história de Mitchell Goose, um jovem que fora obrigado a se mudar da California para Cincinatti, e passava maus bocados até que dava a volta por cima... Mas minha volta por cima, estava longe de acontecer...

When I arrived in the new district was affected by successive approaches in the street: pickpockets, rascals in school, bandits, etc ... Every time something happened to me, I dreamed of returning to Rocha Miranda and always thought of all my friends from Salesian School: all parties, all discoveries, all the laughter that I was losing to be so far.
Rent movies was my most fun in a place that did not know anyone. And Airborne(1993) I rented almost every week. It told the story of Mitchell Goose, a young man who had been forced to move from California to Cincinnati, and had hard times in the new place untill he was back on top ... But my comeback was far from happening ...
(Com meu amigo de infância Junior em 2009)
(With my childhood friend Junior in 2009)

As coisas só não eram piores, porque nos finais de semana eu podia ficar nos meus avós. E lá , na esquina da Vieira do Couto, no posto Texaco, numa pequena locadora , meu amigo Junior(foto), me indicou um filme que mudaria minha vida: "O Mestre Invencível"(Drunken Master II, 1994). O filme estrelava Jackie Chan, e foi a partir dele que me apaixonei pelo Kung Fu. Comecei a comprar revistas e assistir cada vez mais filmes. Resolvi então que deveria começar a praticar artes marciais para me defender dos contantes problemas que enfrentava na rua e na escola. Mas foi só em 1999 que começaria no Ving Tsun. 

Things just were not worse because the weekend I could stay in my grandparents. And there, on the corner of Vieira do Couto, at the Texaco station, at a small VHS rent store, my friend Junior (photo), gave me a film that would change my life, The Legend of Drunken Master II(1994). The film starring Jackie Chan, and it was from it that I fell in love for the Kung Fu. I started to buy magazines and watch more and more movies. I decided then that should start practicing martial arts to defend myself of constants problems that faced in the street and at school. But it was only in 1999 that would begin in Ving Tsun.
Ving Tsun , é uma arte marcial que ficou primeiro conhecida por conta de seu mais ilustre praticante: Bruce Lee (foto). Mais tarde, nos anos 2000, o Mestre de Bruce Lee, Ip Man (foto), através dos filmes da franquia "O Grande Mestre", fez com que a arte se tornasse famosa novamente.

Ving Tsun is a martial art that was first known because of its most distinguished practitioner: Bruce Lee (photo). Later, in the 2000s, the Master of Bruce Lee, Ip Man (photo), through the franchise films "Ip Man", made the art became famous again.

De tudo que a prática do Ving Tsun me trouxe, a mais importante sem dúvidas, foi a relação com meu Mestre Julio Camacho(foto): Um amigo, mentor, e uma pessoa que me ajudou a me desenvolver como ser humano. Pois ainda que tenha começado a prática para aprender a me defender. A maneira de falar, de me portar, de me vestir, de entender o mundo e a mim mesmo com mais clareza. Foram todos frutos desta convivência.

From all that the practice of Ving Tsun brought me, the most important undoubtedly was the relationship with my Master Julio Camacho (photo): A friend, mentor, and a person who helped me to develop myself as a human being. For although I has begun to practice to learn how to defend myself. The manner of speaking, to stand, to dress, to understand the world and myself more clearly. Were all fruits of this relationship with him.
 Poucos dias atrás , fez 1 ano que fui titulado Mestre Qualificado pela Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence. E várias vezes, pensei que se não tivesse passado o que passei, vivido o que vivi desde que sai em 1995 de Rocha Miranda , nada disso teria acontecido. Não é uma questão de pensar que não seria feliz como sou hoje. É que apenas , viveria uma história diferente. 
Mas para o meu avô, que tantas obras fez no bairro como pedreiro, e para minha avó , tão querida por todos da vizinhança. Estejam onde estiverem, podem estar orgulhosos, pois seu neto conseguiu se tornar o primeiro Mestre de Ving Tsun do bairro que chegaram a mais de 60 anos atrás....

A few days ago, Completed 1 year I was titled Qualified Master by Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence. And several times I thought that if I had not went trough what I lived, experienced what I have since I left in 1995  Rocha Miranda, none of this would have happened. It is not a matter of thinking If I would not be as happy as I am today. It's just that, I would live a different story.
But for my grandfather, who made many works in the neighborhood as a bricklayer, and my grandmother, so dear to all of the neighborhood. Wherever they are now, they can be proud, because his grandson succeeded in becoming the first Master of Ving Tsun from the neighborhood that they choose to live more than 60 years ago ....

The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com

sábado, 24 de setembro de 2016

A Story about "Da Hung Jong" (打空樁) [Uma história de "Da Hung Jong" (打空樁)]

(Com cabelos longos, ou algo parecido . Estou eu na foto acima no inesquecível
 dia 05 de Novembro de 2005 executando o "Da Hung Jong")

(With long hair, or something like that. I am in the photo above on the unforgettable
  November 5, 2005  running the "Da Hung Jong")

A primeira vez que ouvi falar de "Da Hung Jong" ainda era 2002, mas foi em Novembro de 2005, numa Cerimônia chamada na época de "Conclusão do Nível Mui Fa Jong" que pude demonstrar pela primeira vez em público. Eu já havia encerrado o "Mui Fa Jong", mas a Cerimônia só aconteceu naquela noite no Restaurante Estrela do Sul do Recreio.

The first time I heard about "Da Hung Jong" was still 2002, but was in November 2005, in a ceremony called at the time "Mui Fa Jong Level's End Ceremony" I could demonstrate that for the first time in public. I had closed the "Mui Fa Jong" level, but the ceremony only happened that night in the Southern  Star Restaurant Dinner Hall.
Naquele ano, eu começava a deixar de ser um praticante voltado apenas para minhas questões e passei a me importar mais com o que dizia respeito a Família Kung Fu quando dois irmãos Kung Fu mais jovens, inesperadamente me escolheram como "Gaai Siu Yan"* (*Figura que apresenta um novo membro à Família Kung Fu na Cerimônia de Admissão do mesmo).

That year, I began to stop being a practitioner concerned only to my things and started to care more about what concerned to Kung Fu family too, when two younger Kung Fu brothers  unexpectedly chose me as "Gaai Siu Yan" * ( * Figure who introduces a new member to the Kung Fu Family in the  Admission Ceremony).
(O carinho destes dois irmãos Kung Fu era tamanho, que um deles, ilustrador profissional. Eternizou um "Siu Nim Tau" que fizemos numa noite de Sexta nesse desenho. Eu sou o de cabelo comprido.rs)

(The affection of these two Kung Fu brothers  was such that one of them, professional illustrator. Eternalized a 'Siu Nim Tau "we did on a Friday night in this drawing. I am the long hair one... lol)
(Entregando um Hung Baau para Si Gung)
(Offering a Hung Baau to Si Gung)

Dizem que todas as vezes que algum termo com o ideograma "Jong"(樁) de "Muk Yan Jong"(木人樁) por exemplo, aparece, significa que você não vai aprender nada de novo. Mas comigo isso não aconteceu. Me dá a impressão que a cada vez que eu tive que demonstrar o "Da Hung Jong" (打空樁)publicamente , minha jornada no Ving Tsun estava dando uma guinada para algo maior...

People say that every time any term with the ideogram "Jong" (樁) like in "Muk Yan Jong" (木人 樁) for example, appears, it means that you will not learn anything new from it. But to me it did not happen this way. It gives me the impression that every time I had to demonstrate "Da Hung Jong" (打 空 樁) publicly, my journey in Ving Tsun was taking a turn for something bigger ...
Em 2007(foto), junto de Vladimir Anchieta, meu irmão KF que aparece ao meu lado. Migramos da Família Moy Yat Sang para a Família Moy Jo Lei Ou, com a anuência de Si Gung Leo Imamura, devido ao nosso carinho e vontade de seguir Si Fu Julio Camacho como seus To Dai.
Mesmo dois anos depois, ainda não tinha acessado o "Luk Dim Bun Gwaan". Dentre outras razões, também havia preferido focar por dois anos apenas na prática de "Maai San Jong"* (* A parte de "Luta" propriamente dita).

In 2007 (photo), along with Vladimir Anchieta, my KF brother appearing beside me. Migrated from Family Moy Yat Sang to Moy Jo Lei Ou Family with the consent of Si Gung Leo Imamura, due to our care and desire to follow Si Fu Julio Camacho as his To Dai.
Even two years later, I had not yet accessed the "Luk Dim Bun Gwaan". Among other reasons, I had also preferred to focus for two years only in the practice of "Maai San Jong"
Por isso, mais uma vez, na noite em que fui aceito na Família Moy Jo Lei Ou, me foi pedido que demonstrasse o  "Da Hung Jong" (打空樁)! Mais uma vez o  "Da Hung Jong" (打空樁), mais uma vez uma guinada!
 "Da Hung Jong" (打空樁) é uma expressão no vazio da sequência primeiramente apresentada para uso do "Muk Yan Jong"(木人樁). Comenta-se que você pode fazer o  "Da Hung Jong" (打空樁) da forma que quiser, mas que só tem um jeito "certo" de fazer... Bom, apoiando-se no Sistema, você entende isso com o tempo...

So, once again, on the night I was accepted in Moy Jo Lei Ou Family , I was asked to demonstrate the "Da Hung Jong" (打 空 樁)! Once again the "Da Hung Jong" (打 空 樁), and again a turn in my journey!
  "Da Hung Jong" (打 空 樁) is an expression in the "emptyness" of the sequence presented first to use on the 'Muk Yan Jong "(木人 樁). It is said that you can do the "Da Hung Jong" (打 空 樁) as you wish, but you only have one "right" way to do ... Well, relying on the system, you understand that with time...

Finalmente em Agosto de 2016, vestido como um vendedor de carros usados, levantei-me durante mais uma Cerimônia de nossa Família Moy Jo Lei Ou, que agora já é um Clã . Para demonstrar o "Da Hung Jong" (打空樁). Não mais como o praticante sem rumo, não mais como o entusiasmado novo membro da Família Moy Jo Lei Ou. Mas como Líder da Família Moy Fat Lei.  Que naquele dia mais cedo, tinha participado da Fundação do Conselho de Membros Vitalícios do Clã Moy Jo Lei Ou.

Finally in August 2016, dressed as a used cars salesman, I got up for another ceremony of our Family Moy Jo Lei Ou, who is now already a clan. To demonstrate the "Da Hung Jong" (打 空 樁). Not as the aimlessly practitioner , no longer as the enthusiastic new member of the family Moy Jo Lei Ou. But as Family Leader of the Moy Fat Lei Family. That at that early day, had participated in the Foundation of the Council of Lifetime Members of Clan Moy Jo Lei Ou .
Si Fu costuma dizer que eu funciono melhor em momentos de crise. Bom, na época de escola eu só estudava mesmo quando estava com a corda no pescoço... rs Já ouvi Si Fu dizer, que o "Vazio" é um momento muito importante para trabalharmos para quando as coisas voltarem a acontecer. "Ocupar o vazio" quando ele surge, não é tarefa fácil. De fato, Si Fu também me disse algo como o próprio vazio, gerado para o praticante entender o "Da Hung Jong" (打空樁) sem que ninguém fique explicando já pode ser a própria experiência de "atuar no vazio" que o "Da Hung Jong" (打空樁) sugere. Apesar disso, Si Fu também , por várias vezes, me disse que gosto de "manipular muito as coisas", e no "Da Hung Jong" (打空樁) isso é muito fácil de se fazer...

Si Fu says that I function best in times of crisis. Well, in school time I would  just study even when I was with the rope around my neck ... lol I've heard Si Fu said that the "emptyness" is a very important time to work when things return to happen. "Occupy the empty" when it comes, it is no easy task. In fact, Si Fu also told me something like emptiness, generated for the practitioner to understand the "Da Hung Jong" (打 空 樁) without anyone explaining may already be the experience of "acting in the emptyness" that " Da Hung Jong "(打 空 樁) suggests. Nevertheless, Si Fu also repeatedly told me that I like too much "to manipulate" things, and "Da Hung Jong" (打 空 樁)  is very easy to do that ...
Quando me dirigi até o local para começar a executar a movimentação, senti minha respiração mudar e o coração acelerar. Do meu lado esquerdo, os irmãos Kung Fu mais novos. Pude ouvir alguém dizer: "É agora! É agora!" - A minha frente, os Si Suk Ricardo Queiroz, Ursula Lima e Felipe Soares. E devido a natureza do "Da Hung Jong" (打空樁), imaginei que eles pudessem estar pensando sobre o quanto tinha melhorado meu entendimento desde a última vez. E ao meu lado direito... Si Fu....Pude apenas imaginar ele pensando: "Só não faz muita m... Pereira..." - Com tanta pressão ao redor, algo bem interessante aconteceu: Lembro de disparar o primeiro movimento, depois lembro de um "Huen Sau" mal feito e finalmente, lembro de ter terminado e das palmas.

When I went to the place to start performing the move, I felt my breathing change and the heart beating fast. On my left, the Kung Fu younger brothers. I heard someone say, "It is now! is now!" - In my front, the Si Suk Ricardo Queiroz, Ursula Lima and Felipe Soares. And because of the nature of "Da Hung Jong" (打 空 樁), I imagined they could be thinking about how much I had improved my understanding since the last time. And in my right side ... Si Fu .... I could just imagine him thinking, "Just do not do sh ... Pereira ..." - With so much around, something very interesting happened: I remember throwing the first movement, then I just remember I was doing  "Huen Sau" poorly done and finally just remember to finish and hear some applause.
Onde estive nos momentos que não lembro, eu não sei dizer. Mas posso afirmar que não lembro de uma experiência prática tão imersiva quanto aquela. E eu achei que a "Guinada" que sempre acompanha minhas demonstrações de "Da Hung Jong" (打空樁) desta vez seria por conta da Fundação do Conselho , mas acho que me enganei. Quando terminei e voltei pra mim, me senti diferente... Mas ainda não descobri como... E suado e tenso do jeito que estava quando ouvi as palmas e percebi que tinha acabado, só conseguia pensar numa boa Coca-Cola gelada...

Where I've been in the moments that I do not remember, I do not know. But I can say that I do not remember a practical experience as immersive as that. And I thought the "Turn in my journey" that always accompanies my demonstrations of "Da Hung Jong" (打 空 樁) this time would be on account of the Foundation of the Council, but I think I was wrong. When I finished and came back to me, I felt different ... but still not figured out how ... and sweaty and tense the way I was when I heard the applauses and realized it was over, all I could think was a nice cold Coca-Cola .. .

The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

1 year of Master Leo Reis (1 ano de Mestre Leo Reis)


(Si Fu fala um pouco ao microfone no momento em que seu discípulo mais antigo, 
Leonardo Reis, recebe ao lado de sua esposa o "Jiu Paai".
 Placa que é um símbolo de legitimidade para a abertura de uma Família Kung Fu.)

(Si Fu speaks a little to the microphone at the time that his oldest disciple,
Leonardo Reis receives next to his wife the "Jiu Paai".
  Plate which is a symbol of legitimacy for the opening of a Kung Fu Family.)


Em 29 de Agosto , completamos um ano da Cerimônia que consagrou Leonardo Reis , como o primeiro Mestre Qualificado da Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence de décima segunda geração no mundo inteiro. De fato, ser “o primeiro” parece a vocação de meu Si Hing.

On 29 August, we completed one year after the ceremony that consecrated Leonardo Reis, as the first Qualified Master by Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence from the twelfth generation worldwide. In fact, being "the first" seems the vocation of my Si Hing.
(A Família Reis com Si Fu ao final do evento com as crianças em 2009. 
No primeiro Núcleo Na Barra da Tijuca)

In 2009, the Reis Family with Si Fu at the old School 
in Barra da Tijuca neighborhood)


Leonardo Santos dos Reis, popularmente conhecido no Mo Gun por Leo Reis. De “Nome kung-Fu”  Moy Lei Wong. É casado há mais de 15 anos com sua amada esposa Cátia Reis e é o orgulhoso pai de Lucas e Luana, que por dois anos ou mais, praticaram Ving Tsun junto da filha mais velha de Si Fu, Jade Camacho, sob sua própria supervisão.
Um trabalho para crianças entre 7 e 12 anos que foi passando de mão em mão, até chegar as suas, que bravamente segurou, ainda que muitas vezes não se sentisse a melhor pessoa para estar ali. Porém, seu desejo de que seus filhos pudessem através daquele trabalho iniciar a jornada no Ving Tsun, fez com que ele se ficasse firme.
Ele falou no primeiro ano do trabalho com crianças sobre essa experiência: “Nosso objetivo é utilizar o Ving Tsun como meio de desenvolvimento global das crianças, nos aspectos físico, emocional, intelectual e cultural. Daí o termo "Siu Ye Kuen", que pode ser traduzido como arte marcial dos jovens senhores.Isso aumenta em muito nossa responsabilidade, pois temos de plantar as sementes certas, regá-las no tempo correto e direcionar os ramos que nascem todos os dias para o caminho correto.

Leonardo Santos dos Reis, popularly known in Mo Gun by Leo Reis. Has the "Kung Fu Name" of Moy  Lei Wong. He is married for over 15 years with his beloved wife Catia Reis and is the proud father of Lucas and Luana, which for two years or more, practiced Ving Tsun with the eldest daughter of Si Fu, Jade Camacho under his own supervision.
A work for children between 7 and 12 years passed from hand to hand, until it gets to his, who bravely held, although often do not feel the best person to be there. But his desire that his children could work through to begin the journey in Ving Tsun, made him keep going on.
He spoke in the first year of working with children about the experience: "Our goal is to use the Ving Tsun as a means of comprehensive development of children, the physical, emotional, intellectual and cultural aspects. Hence the term "Siu Ye Kuen," which can be translated as martial art of young masters.This greatly increases our responsibility, because we have to plant the right seeds, water them at the right time and direct the branches that are born every day to the correct path. "

( Si Hing se torna discípulo de Si Fu. O primeiro de sua Familia Kung Fu. Na data, Si Hing ganhou o nome "Moy Lei Wong". "Lei" quer dizer "vantagem", mas é um trocadilho também com "Leo". "Wong", também quer dizer "Rei", uma referência a seu sobrenome. Mas estas são apenas suposições, você terá que perguntar a ele..rs  Nas letras pequenas, temos a data, além da inscrição: "Discipulo numero 1 da Familia Moy Jo Lei Ou")

(Si Hing becomes disciple of Si Fu. Their First on in his Kung Fu Family. On the date, Si Hing earned the name "Moy Lei Wong." "Lei" also means "advantage", but it is a also quibble with "Leo". "Wong", also means "King", a reference to his surname "Reis", wich in portuguese means "Kings". But these are just guesses, you'll have to ask him .. hehe The small characters,  besides the registration says : "number one disciple of Moy Jo Lei Ou Family")


Antes disso, Si Hing Leonardo, que iniciou em 1998 sua prática no Ving Tsun com sessões particulares em sua casa. Acabou por desenvolver uma relação muito estreita com seu , na época, Si Hing Julio Camacho: “Si fu é uma pessoa muito especial, com uma habilidade de se relacionar maravilhosamente bem com pessoas dos mais diversos perfis. Acho que nossa uma relação que evolui a cada dia e que flui com total naturalidade, num aprendizado continuo e intenso. Espero que ele também aprecie nosso relacionamento pois tudo indica que ele vai ter que me aturar a vida toda.”-  Disse ele uma vez. E quando Si Fu foi titulado como Mestre Qualificado em 2003 , Si Hing Leonardo passou a abordá-lo para que , numa manobra inédita, migrasse para sua Família Kung Fu que acabara de nascer.

Before that, Si Hing Leonardo, which started in 1998 his practice in Ving Tsun with private sessions in his home. Went on to develop a very close relationship with his at the time, Si Hing Julio Camacho: "Si Fu is a very special person with an ability to relate wonderfully well with people of diverse profiles. I think our relationship evolves every day and flowing of-factly, in a continuous and intense learning . I hope he will enjoy our relationship because everything indicates that he will have to put up with me all my life. "- He said once. And when Si Fu was titled as Master Qualified in 2003, Si Hing Leonardo began to approach him so that, in an unprecedented move, migrate to his brande new Kung Fu family wich had just been born.
(Si Fu conversa com Daai Si Hing e sua esposa, após sua Cerimônia de Baai Si durante jantar de celebração)
(After the Baai Si Ceremony, Daai Si Hing and his wife , Catia, talks with Si Fu at a chinese restaurant)


A princípio, parece um processo simples, mas muita coisa tem que ser vista antes que algo assim ocorra. De fato, ninguém poderia sair de uma geração mais nova e adentrar uma mais antiga. Porém, Si Hing Leo estava fazendo o oposto: Devido a sua relação com Si Fu, decidiu sair da geração mais antiga e migrar para a mais nova, de forma a que se tornasse apto a entrar na Família Moy Jo Lei Ou.
Após alguns anos de negociação , finalmente em 2006 , Si hing Leonardo se tornou o primeiro discípulo da Família Moy Jo Lei Ou. Na ocasião recebeu o nome Kung Fu “Moy Lei Wong”.

At first it seems a simple process, but a lot has to be seen before something like that take place. In fact, no one could go from a younger generation Family  into an older one. However, Si Hing Leo was doing the opposite: Because of his relationship with Si Fu, he decided to leave the older generation and migrate to the newest, so that became able to enter the Moy Jo Lei Ou Family.
After years of negotiation, finally in 2006, Si hing Leonardo became the first disciple of Moy Jo Lei Ou Family. At the time named "Moy Lei Wong".
(Aqui, apareço entre Si Hing e Marcelo durante evento de Si Gung em 2005. 
Era uma manhã de Domingo e tomavamos café da manhã)

(Here, is me [long hair!] between Daai Si Hing and Marcelo in 2005. 
During a breakfast on Sunday morning)


Não consigo lembrar o ano, e talvez nem importe, em que falei pela primeira vez com o Si Hing. Na ocasião, eu estava no “Cham Kiu”, e eu nunca o havia visto no Mo Gun. Tínhamos um antigo objeto no Mo Gun chamado “quadro de membros” em que a foto dele estava. E foi como se uma figurinha de um álbum tomasse vida. Lembro dele apenas dizer algo como: “Thiago, você não precisa querer me bater. O Chi Sau serve para ocupar a linha central, quando você ocupa ela, golpear é uma consequência natural.”

I can not remember the year, and perhaps not mind, I spoke for the very first time with Si Hing. At the time, I was in 'Cham Kiu' and I had never seen him  in Mo Gun. We had an old object in Mo Gun called "members card board" in which his picture was. And it was like a figurine of an album come to life. Just remember him saying something like, "Thiago, you do not have to want to beat me. Chi Sau serves to occupy the center line. and when you occupy it,going foward is a natural consequence. "
(Abraçando o Si Hing após sua Titulação de Mestre Classe Qualificado em 29 de Agosto de 2015)
(Embracing Sihing after his Master Degree Class:Qualified on August 29, 2015)


Si Hing Leonardo seguiu sua escalada dentro do Ving Tsun como um praticante de ponta. Na verdade, é ainda hoje, alguém inalcançável. Se ele não quiser, você simplesmente não tem chance. E isso não é exagero! No dia em que tivermos o: “Blog do Glauco”, “Blog do Gui”, “Blog do Fauzi” e de tantos outros irmãos Kung Fu de nossa Família. Eles poderão dizer o mesmo!
Mesmo sabendo disso, em 2006 resolvi tentar arriscar: Estávamos sozinhos numa das salas do Mo Gun , e praticávamos Chi Sau. Em determinado momento, resolvi “partir pra dentro” (algo que só os idiotas fazem!) e Si Hing Leo percebeu: Nada aconteceu!  - Depois de muitas tentativas, o Chi Sau estava sempre acabando com os dois em “Jong Sau” (posição de guarda do Ving Tsun). Finalmente, quando ficamos em Jong Sau novamente, fui para cima como se fosse um “Maai San Jong” (“Luta Livre”). – Eu realmente, não queria acreditar que alguém pudesse ser tão instransponível assim.
Então, de alguma forma que não me lembro, lá estava eu no chão. Si Hing estava com um dos punhos cerrados sobre meu rosto, e eu, imobilizado, apenas aceitei que não dava mais.

Si Hing Leonardo continued his climb into the Ving Tsun as a leading practitioner. In fact, still today, someone unobtainable. If he does not want you to touch him, you simply have no chance. And that is no exaggeration! On the day we have the "Blog do Glauco," "Blog do Guilherme" "Blog do Fauzi" and so many other brothers from Kung Fu  family. They may say the same!
Even knowing that, in 2006 I decided to take risk: We were alone in one of the rooms of the Mo Gun, and practiced Chi Sau. At one point, I decided "from inside" (something that only idiots do!) And Si Hing Leo realized: Nothing happened! - After many attempts, the Chi Sau was always ending with the two in "Jong Sau" (guard position  in Ving Tsun). Finally, when we were in Jong Sau again I went up like a "Maai San Jong".. - I really did not want to believe that someone could be so insurmountable.
So somehow I can not remember, there I was on the floor. Si Hing was with a clenched fists on my face, and I fixed only accepted that there was not enough.

Anos mais tarde, Si Hing Leonardo se tornaria o primeiro Mestre de classe “Qualificado” da Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence de Décima Segunda Geração(foto acima). Sua conquista transformou a Família Moy Jo Lei Ou em um Clã, o Clã Moy Yat Sang em Grande Clã e o Grande Clã Moy Yat numa Linhagem.
Atualmente, Si Hing Leonardo Reis, é um dos “Daai Si Hing” do Clã Moy Jo Lei Ou e o Discípulo número 1 dentre os 25 existentes nesse Clã.

Years later, Si Hing Leonardo would become the first Master class: "Qualified" in Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence from the Twelfth Generation (photo above). His achievement transformed the Moy Jo Lei Ou Family in a clan, the clan Moy Yat Sang  in Grand Clan  and the Grand Clan Moy Yat in a Lineage.
Nowadays, Si Hing Leonardo Reis is one of the "Daai Si Hing" of Clan Moy Jo Lei Ou and Disciple number 1 among the 25 existing in this clan.



The Disciple of Maser Julio Camacho 
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

GRAND-MASTER LEO IN RIO (GRÃO-MESTRE LEO IMAMURA NO RIO)

Nos próximos dias 17 e 18, Grão-Mestre Leo Imamura estará no Rio de Janeiro para uma série de atividades . Dentre elas, teremos dois seminários de formação de novos tutores, abertos a todos os membros da Moy Yat Ving Tsun, e também aos membros do Ving Tsun Experience que se mostrem interessados.
Todos estes eventos e atividades ocorrerão no Núcleo Barra da Tijuca.

In the coming days 17 and 18, Grand Master Leo Imamura will be in Rio de Janeiro for a number of activities. Among them, we will have two training seminars for new tutors, open to all members of the Moy Yat Ving Tsun, and also to members of the Ving Tsun Experience that may be interested.
All these events and activities will take place in Barra da Tijuca School
.


INAUGURAÇÃO DO NÚCLEO BARRA:
MOY YAT VING TSUN BARRA SCHOOL GRAND OPENNING:
No primeiro dia de sua visita, Grão-Mestre Leo Imamura vai inaugurar as novas instalações do Núcleo Barra(foto). Único Núcleo de Décima Primeira Geração da Moy Yat Ving Tsun martial Intelligence no mundo que abriga um Clã: O Clã Moy Jo Lei Ou.
Este trabalho e vanguarda do meu Mestre Julio Camacho terá mais uma vez a anuência de seu próprio Mestre Leo Imamura com esta inauguração.

On the first day of his visit, Grand Master Leo Imamura will inaugurate the new school in Barra da Tijuca (photo). The only School of 11th Generation in Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence in the world that is home of a clan: The  Moy Jo Lei Ou Clan.
The work and the forefront of my Master Julio Camacho will once again have the consent of his own Master Leo Imamura with this inauguration.

PALESTRA ABERTA COM GRÃO-MESTRE LEO IMAMURA:
OPEN LECTURE W/ THE GRAND MASTER:
Na Sequência da inauguração no dia 17 de Setembro, Grão-Mestre Leo Imamura vai dar uma palestra contando sua trajetória desde um praticante da Moy Yat Ving Tsun em Nova Iorque até se tornar um Grão-Mestre e a liderança da Moy Yat Ving Tsun na América Latina e em partes da Europa.
Esta palestra, vai compreender temas como : Falta de apoio , crises financeiras, desmotivação, falta de tempo, e tantos outros temas que afligem praticantes ano após ano. A ideia desta palestra é que os praticantes possam enxergar melhor , como superar esses tipos de obstáculos através das palavras de alguém que os venceu e ainda os vence diariamente.

After the inauguration on September 17, Grand Master Leo Imamura will give a speech telling his career from a practitioner of Moy Yat Ving Tsun in New York to become a Grand Master and the leadership of the Moy Yat Ving Tsun in Latin America and parts of Europe.
This talk will understand topics such as: Lack of support, financial crises, lack of motivation, lack of time, and so many other issues that plague practitioners year after year. The idea of this lecture is that practitioners can see better, how to overcome these types of obstacles through the words of someone who beat them and still beat everyday.

Seminário de Introdução a Tutorização do Sistema Ving Tsun
Ving Tsun System Tutoring Introduction Seminar
Acima, vemos uma foto mal tirada por um de meus To Dai, de um cartão de visita do Patriarca Moy Yat que está disposto na Casa dos Discípulos em São Paulo, no qual ele se denomina: "Tutor Ving Tsun Kung Fu".
Geralmente vemos o uso de termos como "professor", "Instrutor" , etc... Relacionados à transmissão do Sistema Ving Tsun ou mesmo de outras artes marciais.
Na Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence, usamos o termo "Tutor", que pode significar: "indivíduo que exerce uma tutela.Aquele que ampara, protege, defende; guardião."
Esta palavra está mais de acordo com o trabalho que fazemos preservando o legado do Ving Tsun, e por isso, esse seminário que acontecerá depois do almoço no Sábado , e que propõe um primeiro entendimento a importância de ser um "Tutor" na jornada de um praticante.É fundamental para entender uma das essências de nosso trabalho.

Above, we see a picture taken badly by one of my To Dai,  of a visit card of Patriarch Moy Yat  who is willing in the House of Disciples in São Paulo, in which he is called "Ving Tsun Kung Fu Tutor".
Usually we see the use of terms such as "teacher" related to the transmission of Ving Tsun or other martial arts.
In Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence, we use the term "Tutor", which can mean "person who exercises a guardianship. The one who supports, protects, defends, guardian."
This word is more in line with the work we do to preserve the legacy of Ving Tsun, and therefore this seminar which will take place after lunch on Saturday,  proposes a first understanding and the importance of being a "Tutor" on the journey of a practitioner  Its fundamental for understanding one of the essence of our work.

Seminário de Tutorização do Ving Tsun Experience:
Ving Tsun Experience Tutoring Seminar:

O "Ving Tsun Experience" se origina da percepção visionária de Patriarca Moy Yat . Usamos ele hoje na Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence, também como ferramenta para que pessoas do mundo todo, de diferentes idades, propósitos e backgrounds possam conhecer de forma aprofundada o Sistema Ving Tsun através de seis níveis. Mas por outro lado, o "Ving Tsun Experience" guarda o potencial do reconhecimento de novos descendentes da Linhagem Moy Yat. Isso quer dizer que, tanto o praticante do "Experience" pode se reconhecer como um membro da Família Kung Fu e buscar sua admissão nela , como a própria Família Kung Fu pode convidar este praticante a integrá-la.
Para que isso e muito mais possa acontecer, os membros do Grande Clã Moy Yat Sang, devem se preparar para assumir sessões de forma a não só ajudar o Mo Gun, ajudar seu Si Fu e sua Família Kung Fu, identificar um novo membro para esta Família, mas principalmente. Se desenvolver como pessoa, através da interação constante com iniciantes dos mais diversos tipos e com os mais diversos objetivos!
O Seminário que prepara novos tutores de Ving Tsun Experience será no Domingo dia 18.

The "Ving Tsun Experience" stems from the visionary perception of Patriarch Moy Yat. We used it today in the Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence, also as a tool for people around the world, of different ages, backgrounds and purposes can know in depth the Ving Tsun system through six levels. But on the other hand, the "Ving Tsun Experience" holds the potential of recognition of new descendants of Moy Yat Lineage. This means that both the practitioner of the  "Experience" can be recognized as a member of the Family Kung Fu and seek admission in it, as the very Family Kung Fu can invite the practitioner to integrate it.
For this and more can happen, members of the Great Moy Yat Sang Clan, should be prepared to take sessions in order to not only help the Mo Gun, help their Si Fu and his family Kung Fu, identify a new member to this family, but mostly. Develop themselves as a person, through constant interaction with beginners of all kinds and with different objectives!
The seminar that prepares new tutors on Ving Tsun Experience will be on Sunday the 18th.

Numa vida dedicada às artes marciais e ao Ving Tsun, Grão-Mestre Leo Imamura é um orgulho nacional no que se trata do conhecimento técnico e conceitual do Ving Tsun. Nasceu na cidade de São Paulo, em 18 de março de 1963. Filho de família com ascendência japonesa, seus pais, Malho Imamura e Mioko Imamura, iniciaram o seu primogênito nas artes marciais nipônicas, quando ele contava com 8 anos de idade.
Sua vocação para as artes marciais fizeram que o jovem Léo estudasse, em teoria e na prática, as mais diversas modalidades. Antes dos 16, ele já havia se destacado no cenário marcial brasileiro, pelo Karate-Do e pela arte de armas de Okinawa, o Kobudo, seguindo primeiramente o renomado sensei Taketo Okuda. Ainda jovem, Léo apareceu e escreveu em diversas publicações de artes marciais no Brasil.
No entanto, após oito anos de dedicação nas artes japonesas, ele encontrou sua verdadeira senda na arte marcial chinesa do Kung Fu, em particular, no estilo Ving Tsun (Wing Chun).

A life dedicated to the martial arts and Ving Tsun, Grand Master Leo Imamura is a national pride when it comes to the technical and conceptual knowledge of Ving Tsun. Born in São Paulo, on March 18, 1963. Family Child of Japanese ancestry, his parents, Malho Imamura and Mioko Imamura began their firstborn in Nipponese martial arts when he had 8 years old.
His vocation to the martial arts made the young Léo study in theory and in practice, the most diverse forms. Before 16, he had already been highlighted in the Brazilian martial scenario, trough the Karate-Do and the art of weapons of Okinawa Kobudo, first following the renowned sensei Taketo Okuda. As a young man, Leo appeared and wrote in several martial arts publications in Brazil.
However, after eight years of dedication in the Japanese arts, he found his true path in the Chinese martial art of Kung Fu in particular in Ving Tsun (Wing Chun) style.



The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com