ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Monday, July 4, 2016

"DAAN CHI SAU": The obscure exercise of Ving Tsun

(Ao fundo, observo meu Si Fu falando de "Daan Chi Sau" no início dos anos 2000)
(In the background , I watch my Si Fu talkin'on "Daan Chi Sau" in the early 2000's)

O "Daan Chi Sau" é um dos "Componentes Associados" do Domínio Siu Nim Tau. O Sistema Ving Tsun em nosso Grande Clã é dividido em seis Domínios, e Siu Nim Tau é o primeiro deles. Tomamos a "Forma" ou "Sequência de Movimentos" Siu Nim Tau, como o "Componente Principal" , e todos os trabalhos a dois neste Domínio, chamamos de "Componentes Associados".

The "Daan Chi Sau" is one of the "Associated Components" from the Siu Nim Tau Domain. The Ving Tsun system in our Great Moy Yat Sang Clan is divided into six domains, and Siu Nim Tau is the first one. We take the "Form" or " Sequence of movements" Siu Nim Tau, as the "Main Component", and all the work between two people in this domain,we call "Associated Components."

Quando se pensa em Ving Tsun, um "Componente Associado" a que a maioria se remete é o "Chi Sau" (que já falamos AQUI). Mas o "Chi Sau" que se conhece é o "Seung Chi Sau". Um trabalho com o uso dos Jiu Sik : Taan Sau , Bong Sau e Fuk Sau com as duas mãos simultaneamente. Mas um "Componente Associado" mais obscuro do Domínio Siu Nim Tau é o que vemos eu executar na foto acima, sob o olhar de Si Fu, chamado "Daan Chi Sau" . Onde "Daan" (lê-se o "D" com um som entre "D" e "T") significa "Único(a)".
Quando estava no Siu Nim Tau, já não aguentava mais trabalhar o "Lap Sau", que é um Componente que aparece antes do "Daan Chi Sau". Hoje, o "Lap Sau" é o trabalho que mais gosto de fazer em todo o Sistema. Mas na época, quando me foi dada a oportunidade de ter acesso ao "Daan Chi Sau", não consegui compreender suas nuances assim como nao compreendera o "Lap Sau". O fato de permanecer aderido ao adversário sem mover a base não me fez muito sentido num primeiro momento...

When you think of Ving Tsun, an  " Associated Components" to which most would refer it is the "Chi Sau" (which we have already spoken HERE). But the "Chi Sau" that is known is the "Seung Chi Sau". A work with the use of Jiu Sik: Taan Sau, Bong Sau and Fuk Sau with both hands simultaneously. But a darker "Associated Component"  from this Siu Nim Tau Domain is what we see in the picture above, where I run, under the eye of Si Fu, called "Daan Chi Sau". Where "Daan" (read the "D" with a sound between "D" and "T") means "Single"
When I was in Siu Nim Tau, I no longer take any more work on the "Lap Sau", which is a component that appears before the "Daan Chi Sau". Today, the "Lap Sau" is the work I like the most to do in the whole system. But at the time, when I was given the opportunity to have access to "Daan Chi Sau" I could not understand its nuances as not understood the "Lap Sau". The fact remains adhered to the opponent without moving the base did not make much sense to me at first ...
(Bruce Lee mostra a John Saxon, com quem co-estrelou 
"Operação Dragão"(Enter the Dragon, 1973) o "Daan Chi Sau". Bruce, 
havia praticado Ving Tsun em sua juventude em Hong Kong com Patriarca Ip Man. )

(Bruce Lee shows to John Saxon, who co-starred
"Enter the Dragon" ( 1973) the "Daan Chi Sau". Bruce,
 had practiced Ving Tsun in his youth in Hong Kong with Patriarch Ip Man.)

Meu maior problema na época era tentar encaixar no que eu entendia que seria uma situação de luta, o que estava aprendendo. Mais tarde, ouvi de meu Si Fu : "Nada do que você está aprendendo servirá para a luta" - Eu preferi acreditar que ele estava brincando e segui em frente, mas com a experiência dos anos posteriores, entendi que na lógica clássica chinesa, não existe a ideia de "Teoria" e "Prática". Não se tem acesso a algo no Kung Fu para depois ir atrás de sua aplicação no real. Porque para o Pensamento Clássico Chinês, todo o real se apresenta como um processo regulado e contínuo , decorrente da simples interação do que se está em jogo.  Esse Pensamento Clássico , concentra sua atenção no curso das coisas, pois estando envolvido nele , ele busca descobrir a coerência entre os movimentos e tirar proveito disso. Por isso que ao invés de buscarmos a chamada "aplicação", vamos nos obstinar a descobrir os fatores favoráveis de uma configuração em "Taan" , "Bong" e "Fuk" como a do "Daan Chi Sau".  Resumidamente, ao invés de partirmos de um plano, ou seja: "O que está na forma, aplicar a força na realidade", vamos nos apoiar nos potenciais de situação.

My biggest problem at the time was trying to fit in what I understood to be a situation of fight,to what I was learning. Later, I heard from my Si Fu: "Nothing you are learning will be useful to fight" - I prefer to believe that he was joking and moved on, but with the experience of years later, I understood that in the Chinese classical logic, there is not the idea of ​​"Theory" and "Practice." You do not have access to something in Kung Fu and then go after its application in the "real world". Because for Chinese Classical Way, all real presents itself as a regulated and ongoing process, due to the simple interaction of what is at stake. This Classic Way of Thinking, focuses its attention on the course of things, as being involved in it, he seeks to discover the coherence between the movements and take advantage of it. So that instead of seeking the so-called "application", we look on us to discover the favorable factors of a configuration in "Taan", "Bong" and "Fuk" as the "Daan Chi Sau". In short, instead of leaving a plan, that is: "What is in the forms, apply by force in reality," we will support ouserlves in the potential of the situation.
Em "Daan Chi Sau" , nos deparamos pela primeira vez com dois tipos de abordagem : Em Noi Mun Sau (內門手) e Ngoi Mun Sau (外門手) .  Noi Mun Sau (內門手) é o que chamamos de "Porta de Dentro", ou seja, tocar no adversário pelo lado de dentro de seu braço. As opções nesse caso são "Taan Sau" e "Bong Sau". 
Sobre Ngoi Mun Sau (外門手) , a primeira coisa importante a saber , é que o "N" em "Ngoi(外)" não se lê "Ni", mas tem um som "mudo" como "Unm". Por isso, ao pronunciar o nome da monja que transmitiu seu conhecimento a Yim Ving Tsun, de nome Ng Mui , não pronuncie "Nigui Mui" mas algo como "Unm Muei" seria mais apropriado. Pois não se pronuncia o "G" ao final.
Ngoi Mun Sau (外門手) , é a "Porta de fora", e para trabalhar com ela no "Daan Chi Sau", temos o "Fuk Sau" e o "Fuk Sau(alto)".

In "Daan Chi Sau", we meet for the first time with two approaches: Trough Noi Mun Sau (內 門 手) and Ngoi Mun Sau (外 門 手). Noi Mun Sau (內 門 手) is what we call "inside door", ie touching the opponent from the inside of his arm. The options in this case are "Taan Sau" and "Bong Sau".
About Ngoi Mun Sau (外 門 手), the first important thing to know is that the "N" in "Ngoi (外)" is not read "Ni", but  as "Unm". So, to pronounce the name of the nun who transmitted her knowledge to Yim Ving Tsun, Ng Mui name, not pronounce "Nigui Mui" but something like "Unm Mu-ai" would be more appropriate. Because you should not pronounce the "G" at the end.
Ngoi Mun Sau (外 門 手) is the "outside door," and to work with it in "Daan Chi Sau" you have "Fuk Sau" and "Fuk Sau (high)".
No dia em que comecei o "Daan Chi Sau", tudo que meu Si Fu(foto) disse foi : " Você não pode desgrudar do braço do outro" - Tendo dito isso, nenhum comentário a mais foi feito. Isso é interessante, pois no livro "Figuras da Imanência" de François Jullien, onde ele propõe um estudo do "I Ching", ele diz: "...Se a razão das coisas está profundamente escondida , é o dispositivo que o Clássico da Mutação põe em funcionamento que a deve elucidar. Será conveniente , então, considerar esse dispositivo com tanto maior cuidado, já que é apenas pelo seu funcionamento que podemos esperar que venha à luz o mistério da realidade..." -  Veja que interessante a singela observação de meu Si Fu naquele momento. Que me permitiu apenas ter uma "Pequena intenção" para iniciar o trabalho, mas que nao me contaminou com didática e o "modo correto de fazer"...

On the day I started the "Daan Chi Sau", all my Si Fu (photo) said was: "You can not become detached from the other's arm" - having said that, no comment was made again. This is interesting because in the book "Figures de L'immanence" by François Jullien, where he proposes a study of the "I Ching", he says: "... If the reason of things is deeply hidden, is the device that the Classic mutation put in place that should elucidate . Is convenient, then consider this device with much greater care, since it is only for its operation we can expect to come to light the mystery of reality .... "- See how interesting the simple words from my Si Fu at the time were. That allowed me only have a "small intention" to start the work, but not infected me with teaching and the "right way to do" ...
Em seu livro : "Ving Tsun - A arte da Simplicidade"(1999) . Si Fu(foto) fala sobre o "Daan Chi Sau": "... Este é o primeiro exercício de sensibilidade através da aderência do Sistema Ving Tsun e talvez por isso, a base de todos os outros da Trilogia Fundamental (Siu Nim Tau, Cham Kiu e Biu Ji). Esse exercício pode ser encarado verdadeiramente como uma luta, não contra o companheiro, mas pela ocupação da Linha Central, que acaba por resultar em seu compartilhamento. 
Essa luta se dá dentro de regras muito claras e tem como objetivo principal, o aprendizado, por isso, não é incentivado nenhum tipo de competição e sim a cooperação.
Tudo começa pelo respeito pelo braço do companheiro. Cada um deve ocupar a sua metade na Linha Central e permitir que o outro ocupe a sua. Este compartilhamento é um início e um fim; um resultado de energias complementares , opostas e em igual dosagem..."

In his book, "Ving Tsun - The Art of Simplicity" (1999). Si Fu (photo) talks about the "Daan Chi Sau": "... This is the first sensitivity exercise through the adherence of Ving Tsun and perhaps therefore the basis of all other for the first Trilogy (Siu Nim Tau , Cham Kiu and Biu Ji). This exercise can be seen as truly a fight, not against the other fellow, but for the occupation of the Center Line, which eventually results in its sharing.
This fight takes place within a very clear rules and aims, learning, so it is not encouraged any kind of competition but cooperation.
All start with respect for the fellow's arm. Each must take its share in the Center Line and allow the other to occupy his. This share is a beginning and an end; the result of complementary energies, opposite and equal dosage ... "
(Foto de uma cena do filme "The Legend is Born: Ip Man"(2011) na qual Sammo Hung que interpreta Chan Wa Sun e Yuen Biao, que interpreta Ng Chun Sok praticam "Daan Chi Sau")

(Photo of a scene from the movie "The Legend is Born: Ip Man" (2011) in which Sammo Hung who plays Chan Wa Sun and Yuen Biao, who plays  Ng Chun Sok practice "Daan Chi Sau")

Depois de tantos anos, acredito hoje que o grande segredo do "Daan Chi Sau" é a sua simplicidade. O fato de estarmos posicionados numa base estacionária, o tempo todo de frente. Permite com que estejamos relaxados o suficiente para nos conectarmos ao outro e percebê-lo da melhor forma possível durante todo o trabalho.
Digo isso , porque durante o Daan Chi Sau, o "Biu Sau", "Bong Sau" , "Jat Sau" e "Yat Ji Jung Choei" são o que há de aparente. Mas o que há de imanente neste trabalho? Caso não estejamos dispostos a estudá-lo com afinco, ele sempre será um exercício obscuro para nós.

After so many years, I believe today that the great secret of "Daan Chi Sau" is its simplicity. The fact that we are positioned in a stationary base, facing the opponent all the time. It allows us to be relaxed enough for us to connect to others and perceive it as best as possible throughout the work.
I say this because during the Daan Chi Sau, the "Biu Sau", "Bong Sau", "Jat Sau" and "Yat Ji Jung Choei" are what is apparent. But what is immanent in this work? If we are not willing to study it hard, it will always be a dark exercise for us.


The Disciple of Master Julio Camacho
Thiago Pereira "Moy Fat Lei"
moyfatlei.myvt@gmail.com













2 comments:

  1. Mais um excelente artigo Pereira. Esse é um dos conteúdos do Sistema Ving Tsun que mais gosto de praticar.

    Me diga... Como eu posso fazer para adquirir um exemplar do Livro Ving Tsun - A Arte da Simplicidade?

    ReplyDelete
  2. Adriano, atualmente só existe uma cópia desse livro.

    Desde já, agradeço por visitar o blog.

    Um grande abraço

    ReplyDelete