ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Monday, September 2, 2013

ESPECIAL NOMES KUNG FU: ENTENDA O QUE É (KUNG FU NAME SPECIAL: WHAT IS THIS?)

(Eu de macacão com minha mãe e sua melhor amiga desde a escola e filho, num dos brinquedos do lendário parque de diversões do bairro de Irajá , Zona Norte do Rio.)
(In the foreground its me with my mom having some fun with her friend and her son next our neighborhood in some park)

Minha mãe queria colocar meu nome de “Guilherme”, mas estava na dúvida entre este nome e “Yuri”. Finalmente, decidiu-se por “Thiago”. Uma homenagem ao seu autor favorito, “Thiago de Melo”.  Independente do meu primeiro nome, meu sobrenome seria “Pereira da Silva”. Isso porque por coincidência, meus pais eram “Pereira da Silva” mesmo antes do casamento. 
Uma opção da minha mãe era “Yuri Silva e Silva”. Acho que seria mais divertido assim... Mas aí não teria “BLOG DO PEREIRA”...


My mother wanted to put my name "Guilherme", but she was confused between this name and "Yuri". Finally,she decided for "Thiago". A tribute to her favorite poetry author, "Thiago de Melo." Regardless of my first name, my last name would be "Pereira da Silva." That's because by coincidence, my both parents were "Pereira da Silva" even before marriage.
One other option my mother had to name me was "Yuri Silva and Silva." I think it would be more fun that way ... But there would not exist "BLOG DO PEREIRA"

NOMES : NOMES KUNG FU
(parte 1)
NAMES: KUNG FU NAMES
(part 1)

Diferente da nossa forma de nomear as pessoas , a cultura chinesa possui uma forma própria de nomear um indivíduo. Para esta cultura, a Família é mais importante do que o indivíduo, que é apenas parte dela. Por isso, o “Nome de Família”( 姓 xìng) vem antes do nome próprio(名 míng). 

Different from our way to name people, the chinese culture has a particular form to name someone. For this cultures, the Family is more important than the person , who is just a part of the whole. Because of that, the "Family Name"( 姓 xìng) appears before the first name (名 míng). 

(Si Taai Gung Moy Yat durante almoço em Copacabana por ocasião de sua última visita ao Brasil)
(Si Taai Gung Moy Yat having some meal during his last visit to RIO)


Si Taai Gung Moy Yat certa vez disse algumas palavras sobre nomes:

“...Desejo falar sobre nomes. Por que você tem um nome? Por que tudo tem um nome? O nome não determina a coisa por si só. O nome determina a coisa para os outros. Por exemplo, havia um rapaz cego. Uma noite ele foi visitar seu amigo. Após passar algumas horas lá, ele precisou voltar para sua casa. Seu amigo deu-lhe uma lanterna. 
O cego disse que não necessitava de uma lanterna. ‘Sou cego, tanto faz para mim se tenho ou não tenho uma lanterna’ – disse ao amigo. E este disse: ‘A lanterna não é para você, mas para que alguém possa ver você.’
...Se um nome determina a coisa por si só, isto significa que esta não é forte o suficiente. O estilo Ving Tsun é um exemplo, uma vez que temos diferentes transliterações( e portanto, nomes) que o 

designam...”

Si Taai Gung Moy Yat once said some words about names:

"...I wish to talk about names Why you have a name? Why everything has a name? The name does not define  something by itself. The name determines something for the others.For example, there was a blind boy. Some night he went visit his friend. After some hours there, he needed to go back home. His friend gave him a lantern. The blind biy said that he did not need a lantern: "Im blind, I dont care if I have or no a lantern"- Said him to his friend. And his friend said: 'The lantern is not for you, but for the others, to be able to see you.'
...If a name defines something by itself, it means that he is not strong enough. The Ving Tsun Style is a example, once we have a lot of transliterations (and names) wich defines it..."

O próprio Si Taai Gung Moy Yat,também contava com uma série de nomes pelos quais era conhecido. Cada um com um propósito diferente, assim como é explicado na maravilhosa obra de Si Sok Leonardo Mordente(foto a esquerda) , “O Livro de Pedra do Ving Tsun” : “... Nascido Moy Yit Kai...esse homem de sete instrumentos também assinava Moy Yat, Moy Yat(梅一), Ah Yat (阿一), Moy Go Yan (梅高人), Ngau Gwu Chai Chu e Bing Heong Tong Chu...”

Si Taai Gung Moy Yat also had a lot of names that he was known. Each one had different reasons as Si Sok Leonardo Mordente(photo) explains in his incredible book "The book of stone of Ving Tsun" : "...He was born Moy Yit Kai, this man of seven instruments also assigned Moy Yat, Moy Yat(梅一), Ah Yat (阿一), Moy Go Yan (梅高人), Ngau Gwu Chai Chu e Bing Heong Tong Chu...”


(Si Taai Gung Moy Yat de próprio punho, deixa um presente durante sua visita ao antigo Núcleo Jacarepaguá dirigido por Si Fu)
(Si Taai Gung Moy Yat by himself leaving a gift for our old MYVT Jacarepagua School 
in Rio directed by Si Fu)

Si Taai Gung Moy Yat também falou estas palavras sobre “Nomes”: “...O nome... Temos um nome para o estilo. Temos um nome para nós mesmos. A diferença , é que o nome do estilo é grande, sendo fácil para que todos possam reconhece-lo...Um outro exemplo: Há dez anos atrás, eu dei um seminário na Philadelphia, onde comecei da seguinte forma: ‘Eu não sou Moy Yat.’ Mas todas as pessoas estavam me vendo, e isto causou a maior confusão. Então expliquei : ‘Hoje você veio a esta aula e dirá daqui a dez anos mais tarde, que assistiu uma aula de Ving Tsun e não a uma aula com Moy Yat.’ Isto porque lembrar-se-ão do nome maior, o nome que representa uma grande Família, como o Ving Tsun, o sistema global, e não o nome ‘Moy Yat’ que é apenas o de uma pessoa.”

Si Taai Gung Moy Yat  also spoke these words on "Names": "... The name ... We have a name for the style. We have a name for ourselves. The difference is that the name of the style is great, making it easy for everyone to recognize it ... Another example: Ten years ago, I gave a seminar in Philadelphia, where I began as follows: 'I am not Moy Yat.' But all the people were watching me, and this caused a greatest confusion. So I explained: 'Today you came to this school and say ten years later, we attended a lecture of Ving Tsun and not a class with Moy Yat.' This is because you will remember the bigger name, the name that represents a large family, as Ving Tsun, the global system, and not the name 'Moy Yat' which is just a person. "

(Os jovens Si Gung e Si Baak Nataniel em momento registrado para a capa original do livro "BIU JE". Lançado nos anos 90)
(A photo with Si Gung and Si Baak Nataniel for the cover of the book from the 90's "BIU JE")

Em seu livro “BIU JE”, Si Gung fala também sobre o nome de nossa arte:
“...Realizar uma pesquisa etimológica de um ideograma é estudar como ele foi formado, possibilitando assim uma melhor compreensão de seu significado.
O nome de nossa arte é composto por dois ideogramas “Ving” e “Tsun”. O ideograma
“Ving” é composto pelo caracter “Yin” e “Veng”( 永). O primeiro significa “Falar”, “contar”, “discurso”, “Palavra”; são os sons do coração(saam) emitidos pela boca. Já o caracter “Veng”( 永), representa a incessante fluidez da água que emana da terra.
Significa duração, perpetuação, mas não eternidade. Graficamente é uma variate do caracter “Sui” que significa “água”. Assim, emitir sons do coração em forma duradoura é a composição que forma o ideograma “Ving” que pode ser traduzido por ‘cantar’
... “

In his book "BIU JE," Si Gung also speaks about the name of our art:
"... Make an etymological research of an ideogram is studying how it was formed, thus enabling a better understanding of its meaning.
The name of our art is composed of two characters: "ving" and "Tsun." The character
"Ving" consists of the character "Yin" and "Veng" (永). The first means "Talk", "count", "speech", "word", are the heart sounds (saam) issued by mouth. Already the character "Veng" (永), is the incessant flow of water emanating from the earth.
Mean duration, perpetuation, but not forever. Graphically is a variate of the character "Sui" which means "water". Thus, create sound in the heart in a neverending way is the composition that forms the ideogram "Ving" which can be translated as 'singing' ... "
(Si Fu, Si Sok Leonardo Mordente,que será titulado Mestre Qualificado em Setembro e Si Baak Anderson Maia, que completará 40 anos este ano, em Hong Kong por conta de mais uma de suas visitas a ilha chinesa. Desta vez em 2009)

(Si Fu, Si Sok Leo Mordente, who will be qualified as a Master this month, and Si Baak Anderson, who will celebrate his 40th birthday also this month in Hong Kong during some visit of our Clan in Hong Kong in 2009)

No caso de nossa Família Kung Fu Moy Jo Lei Ou, meu Si Fu também conta com a ajuda de Si Sok Leonardo Mordente, inteligentíssimo conhecedor do dialeto cantonês e suas nuances., para formar os nomes em chinês de seus discípulos.

O nosso nome Kung Fu é formado pelo “Nome de família”  “Moy”( 梅), que foi disponibilizado por Si Taai Gung Moy Yat a seus descendentes . Tendo eles ou não ascendência chinesa.
No meu caso, sou discípulo de terceira geração de Si Taai Gung Moy Yat, por ter ganhado um “Nome Kung-Fu” com o nome de família “Moy”( 梅). Mas como Si Fu mesmo diz, quem te dá o nome de família é seu Si Fu, e não seu Si Gung, ou menos ainda seu Si Taai Gung.

In the case of our Kung Fu Family, Moy Jo Lei Ou, my Si Fu also has the help of Si Sok Leonardo Mordente, highly intelligent erudict in Cantonese dialect and its nuances., To form the Chinese names of his disciples.

Our Kung Fu  Name is formed by "Family Name" "Moy" (梅), which was let available by Si Taai Gung Moy Yat for his descendants. Having them or not Chinese descent.
In my case, I am a disciple of third generation from Si Taai Si Gung Moy Yat for winning "Kung Fu Name" with the family name "Moy" (梅). But as Si Fu says himself, who gives you the family name is your Si Fu, and not your Si Gung, or even less your Si Taai Gung.


Usando os ancestrais para adquirir Respeitabilidade:
Using the ancestor to get respect:

Si Fu que vai regularmente à China, em sua viagem de 2006 , trouxe alguns vidros de
Jit Da Zau (跌打酒). Que são pequenos frascos com líquidos, que como o próprio nome já diz, servem para tratar lesões.
As caixas nas quais os Jit Da Zau (跌打酒) vieram, tinham sempre a foto de três homens. Isso me chamou a atenção, e graças ao meu joelho eternamente lesionado, passei uma época usando muito Jit Da Zau (跌打酒). Numa dessas oportunidades, Si Fu falou sobre as fotos na caixa:

Si Fu who regularly goes to China ,in his 2006 trip, brought some glasses of Jit Da Zau (跌打 酒). Which are containers with liquids, which as its name suggests, serve to treat injuries.
The boxes in which Jit Da Zau (跌打 酒) came, they always had the photo of three men. That caught my attention, and thanks to my eternally injured knee, spent a long time using Jit Da Zau (跌打 酒). In one of these opportunities, Si Fu talked about the pictures in the box:
(Exemplar do Jit Da Zau (跌打酒) que Si Fu trouxe da China. Destaque para a caixa a direita com a foto dos três homens)
(A box of  Jit Da Zau (跌打酒)  that Si Fu brought from China. You can see the box on the right the photo of the three men.)

“...Sabe que aqui é como se fossem o Si gung, o Si Fu e o cara que fez o Jit Da Zau (跌打酒) né?” – disse Si Fu apontando para as fotos dos homens na caixa- Porque muitas vezes para chinês- prosseguiu- Algo que acabou de ser criado não tem muito valor. O valor de alguma coisa nessa lógica clássica, está no tempo. Algo consagrado pelo tempo, tem muito mais valor. Por isso muitas vezes o dono da receita de Jit Da Zau (跌打酒) que acabou de ser criada, usa as fotos do pai e avô para ilustrar que é uma receita de gerações em sua Família.

"... You know that here is as if they were Si gung, Si Fu and the guy who made ​​the Jit Da Zau (跌打 酒) right?" - Si Fu said pointing to the  photos of men in the box-"Because often for the chinese people "continued-"Something you just created does not have much value. The value of something for the classical logic is the time. Something time-honored, has much more value. So often the owner of the revenue of Jit Da Zau (跌打 酒) that was just created, uses the pictures of his father and grandfather to illustrate that is a recipe for generations in his family. "
(Si Fu conversa com Si Taai Gung Moy Yat em sua sala de estar em NY durante visita acompanhando 
Si Gung aos EUA)
(Si Fu talks to Si Taai Gung Moy Yat in his living room in NY during some visit following Si Gung to US)

Mas no “Mo Lam”, o mundo das artes marciais chinesas, o “Mo Tak”( 武德 ) , uma espécie de “conduta marcial”(Na incapacidade de nosso idioma traduzir tal termo), mostra que não se deve fazer uso indevido de sua ancestralidade.

Entenda que usar o nome de seus ancestrais, seja em qual arte for, de maneira indevida, não fará o ancestral “puxar seu pé” no meio da madrugada. Mas para aqueles que vivem no “Mo Lam”, ficará claro que você não entende o “Mo Tak”( 武德 ).

But in "Mo Lam", the world of Chinese martial arts, the "Mo Tak" (武德), a kind of "martial conduct" (In our language inability to translate such a term), shows that one should not make improper use of his ancestry.

Understand that use the name of the ancestors, in any art , improperly, will not make the ancestor ghost "pulling your leg" in the middle of the night. But for those who live in "Mo Lam", it is clear that you do not understand the "Mo Tak" (武德).
(Conversando com Si Fu em sua antiga residência na Zona Oeste do Rio)
(Talking with Si Fu in his old residence´s balcony in West Zone of Rio)

Por isso, ainda que o nome “Moy Yat”, seja mais forte que “Leo Imamura” e por sua vez, mais forte que “Julio Camacho”, no Mo Lam. Pelo respeito ao Si fu, e pelas “regras” não escritas do “Mo Tak”( 武德 ), eu assino “The Disciple of Master Julio
Camacho”, a cada final de postagem, e também me sinto assim no dia-a-dia. Ao invés de “The third generation disciple of Late Grand-Master Moy Yat”. Porque mais importante do que “Thiago Pereira”, é a minha linhagem, e minha relação com meu  Si Fu.

Therefore, although the name "Moy Yat," is stronger than "Leo Imamura" and in turn stronger than "Julio Camacho" in the Mo Lam . For respect to Si fu, and the "rules" unwritten from "Mo Tak" (武德), I sign "The Disciple of Master Julio Camacho",  In the end of each post here in the BLOG, and I feel that way on a day-to-day. Instead of "The third generation disciple of Late Grand Master Moy Yat-". Because more important than "Thiago Pereira," is my lineage, and my relationship with my Si Fu.

O NOME KUNG FU:
THE KUNG FU NAME:
[Na foto acima, estou ladeado pelos queridos Paula Gama e Vladimir Anchieta, na noite de nossa Cerimônia de Baai Si. Na qual recebemos nosso nome Kung Fu de Si Fu.]

[Me and my dear KF Brothers in the day of our Baai Si Ceremony when we received our KF Names: Paula Gama, me and Vladimir Anchieta]

Tendo o praticante recebido de seu Si Fu seu nome de família, que vai aparecer antes que o nome próprio,como no nome de Si gung “Moy Yat Sang”( 梅一生), onde “Yat Sang”( 一生)é o nome próprio, é hora do praticante receber esse nome próprio, que vai conter uma série de “segredos” e “brincadeiras”. Sejam elas: Fonéticas, ou de lógica por detrás de sua construção.

Cada ideograma do nome próprio em um “Nome Kung Fu”  , tem uma ou mais idéias como maravilhosamente bem explica o livro “O Pensamento Chinês” de Marcel
Granet, que peguei emprestado do Núcleo Copacabana, casa da Família Moy Lin Mah, em uma de minhas visitas.

Having received his KF name from his family name, which will appear before the first name, like the name of Si gung "Moy Yat Sang" (梅一生), where "Yat Sang" (一生) is the first name it is time for the practitioner receive this first name, which will contain a number of "secrets" and "tricks". They are: Phonetic or with some logic behind its construction.

Each ideogram of the name in a "Kung Fu Name" has one or more ideas as beautifully explains the book "The Chinese Thought" by Marcel Granet, wich I borrowed from the MYVT Copacabana School, home of Moy Lin Mah Family in one of my visits.

.(Aprendendo a fazer pizzas com um dos líderes da Família Moy Lin Mah, Sr Ricardo Lopes, em sua residência.)
(Learning how to make a pizza with the dear Mr Ricardo Lopes, one of the leaders of Moy Lin Mah Family at his home)

“...As palavras excessivamente curtas, e que a pobreza do fonetismo amiúde tornava difíceis de distinguir, podiam, em sua maioria, ser indiferentemente empregadas como substantivos, verbos e adjetivos , sem que sua forma se alterasse sensivelmente . Algumas partículas, que alias serviam cada qual para vários fins e que valiam sobretudo como pontuações orais, ajudavam a tornar compreensível o sentido da frase... A língua oferecia poucas facilidades para a expressão abstrata das idéias. Seu destino como língua de civilização no entanto foi prodigioso...O chinês, é  verdade, possui uma força admirável para comunicar um impacto sentimental, para convidar a tomar partido. É uma língua a um tempo rude e refinada, totalmente concreta e de ação poderosa. Sente-se que se formou em discussões em que se confrontavam vontades ardilosas...Pouco importava expressar claramente as idéias. Desejava-se antes de mais nada, conseguir de maneira discreta e ao mesmo tempo imperativa, transmitir a própria vontade...”  

"... The words too short, and with a poverty phonetism often became difficult to distinguish, could mostly be used interchangeably as nouns, verbs and adjectives, without appreciably alter its shape. Some particles, each of which served as aliases for various purposes and worth mainly as oral scores, helped make it understood the meaning of the phrase ... The language offered few facilities for the expression of abstract ideas. Its destiny as the language of civilization however was wonderful ... The Chinese, it is true, has a wondrous power to communicate an impact sentimental, to invite to take sides. It is a language at once rough and refined, completely concrete and powerful action. You feel that it came from discussions that clashed wills mattered little tricky ... clearly express ideas. Wanted to first of all, get discreetly while imperative, transmit a will ... "
(Foto tirada com Si Fu durante café-da-tarde no Carnaval de 2011: Mais uma oportunidade que tive de aprender sobre Kung Fu)

(Me and Si Fu having some meal during the Brazilian Carnival in 2011: One more opportunity to leanr about Kung Fu)

Na próxima postagem vamos ver mais sobre “Nomes Kung Fu”. Acompanhe que muito mais do que um nome em chinês parecido foneticamente com o seu. O “Nome Kung Fu” possui uma lógica implícita tanto gramaticalmente, quanto em outros aspectos!

Next post, we are going to learn more about "Kung Fu Names". Understand that more than just a name in chinese look alike yours phonetically, the Kung Fu name owns a very deep logic.


THE DISCIPLE OF MASTER JULIO CAMACHO
Thiago Pereira, "Moy Faat Lei"
moyfatlei.myvt@Gmail.com


1 comment:

  1. Muy buen post Thiago. Felicitaciones. Um abraço.
    Jorge.

    ReplyDelete