ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Friday, May 24, 2013

ESPECIAL "BAIHE"(掰合) O QUE É? [SPECIAL: "BAIHE"(掰合) : What is this?]


Mo Lam(武林)

Os praticantes de artes marciais chinesas, vivem num mundo chamado "Mo Lam"(武林). "Mo Lam" significa literalmente "Floresta Marcial". So que é interpretado como "Círculo Marcial".
No "Mo Lam", não há espaço para quem não está atento o tempo todo... Pois todas as suas ações expressam seu Kung Fu.
Alguém que realmente vive no Mo Lam, reconhece outra pessoa de lá. E não precisa ser lutando, ou demonstrando técnicas, algo é diferente em sua postura e em suas ações.
No "Mo Lam", podemos ser amigos, podemos nos apaixonar, mas quando essas relações são mediadas pelo Kung Fu, elas precisam conter mestria... Senão, podem ser mal interpretadas, ou simplesmente se perderem no ar, como uma ação de alguém com o kung fu ainda imaturo.


The practitioners of Chinese martial arts, live in a world called "Mo Lam" (武林). "Mo Lam" literally means "Martial Forest ". But is interpreted as "Martial Circle ".
In "Mo Lam", there is no room for anyone who is not aware all the time ... Because all your actions express your Kung Fu.
Someone who actually lives in Mo Lam, recognizes another person there. And there is no need to be fighting or demonstrating techniques, something is different in this person's attitude and actions.
In "Mo Lam," we can be friends, we can fall in love, but when these relationships are mediated by Kung Fu, must include a mastering ... Otherwise, may be misinterpreted, or simply getting lost in the air, as an action of someone with still immature kung fu .


No filme "O Tigre e o Dragão", vemos logo na primeira cena, Li Mu Bai(Chow Yun Fat) visitando a residência de Shu Lien. Os dois sentam-se para conversar.
Li Mu Bai era irmão kung fu do marido de Shu Lien. Quando ele morreu, Li Mu Bai e ela acabaram se apaixonando, mas por respeito a memória dele , os dois permanecem em silêncio sobre o assunto.

Li Mu Bai porém resolve usar um artifício para deixar claras suas intenções. Como alguém que vive no "Mo Lam", ele não poderia constranger Shu Lien e a ele mesmo expressando seus sentimentos abertamente. Por outro lado, ele criou um cenário para predispor Shu Lien a entender e aceitar seus sentimentos...

""...Do lado chinês, tudo incide sobre a maneira de predispor o destinatário antes de começar a dar-lhe um conselho. Também aí, a batalha, a da palavra, deve ser ganha antes que o combate ocorra, isto é, antes que se ponha a falar..." ( Jullien, F , 1997)


In the movie "Crouching Tiger, Hidden Dragon", we see in the very first scene, Li Mu Bai (Chow Yun Fat) visiting the home of Shu Lien. The two sit down to talk.
Li Mu Bai was kung fu brother of the husband of Shu Lien. When he died, Li Mu Bai and she ended up falling in love, but out of respect for his KF Brother memory, the two remain silent on the subject.

Li Mu Bai decides to use a strategy to make clear his intentions. As someone who lives in "Mo Lam", he would not embarrass himself  or Shu Lien expressing his feelings openly. On the other hand, he created a scenario for predispose Shu Lien  to understand and accept his feelings ...

" ... on the Chinese side, everything focuses on how to predispose the other person before you start giving advice. Here too, the battle trough the words, must be won before the fight occurs, that is, before the the talk starts ... "(Jullien, F, 1997)


Li Mu Bai conta que durante uma de suas práticas, sentiu um intenso sofrimento. Esteve num lugar o qual não conhecia. Esse era o sentimento de amor por Shu Lien. O Si Fu de Li Mu Bai por nunca se apaixonar, e usar as mulheres apenas para fins sexuais como no caso da personagem Raposa de Jade, nunca transmitiu a Li Mu Bai, a clareza deste sentimento. Li Mu Bai como símbolo de seu amor por Shu Lien, pede a ela que entregue de presente sua espada para um amigo em Beijing, Senhor T.
Shu Lien protesta dizendo que aquela espada, era símbolo dele como guerreiro. Exatamente por isso, Li Mu Bai implicitamente está dizendo: "Estou abrindo mão da minha condição de guerreiro, e de viver no Mo Lam, para estar com você."


"...Testemunhando-lhe nosso assentimento, conduzimos o outro a 'se abrir' e, saindo de sua reserva, a exprimir completamente seu sentimento, quer, ao contrário, opomo-nos deliberadamente a ele para que, diante desse 'bloqueio' deixe aparecer de repente seu verdadeiro sentimento - e possamos 'concluir' sobre a veracidade do que dizia..." ( Jullien, F , 1997)
Este conceito, nós chamamos de....


Li Mu Bai says that during one of his practices, he felt an intense pain. Was a place he did not know.
 That was the feeling of love for Shu Lien. The Si Fu of  Li Mu Bai ,never fall in love, and just use women for sexual purposes as in the case of the character Jade Fox. So he never taught Li Mu Bai, the way of this feeling. 
So Li Mu Bai as a symbol of his love for Shu Lien, asks her to delivered his sword as a gift to a friend in Beijing, Mr T.
Shu Lien protests that the sword was a symbol of him as a warrior. Exactly why, Li Mu Bai is implicitly was saying trough this : "I'm giving up my status as warrior, and leaving Mo Lam, to be with you."


"... Openning ourselves in front of the other, we conducted another to 'open up' and leaving his discretion, to express his feelings completely, or, on the contrary, we are opposed to him deliberately, So we 'block'  suddenly  to let his true feelings appear - and we are able to know on the veracity of what he said ... "
(Jullien, F, 1997)
This concept, which we call ....


"BAIHE"(掰合)
O QUE É?
(what is this?)
Uma das cenas mais famosas de "Coração Valente", é quando William Wallace(Mel Gibson) convence seus conterrâneos a lutarem contra os ingleses através de um discurso com grande eloquência. E movidos pela paixão inflamada por Wallace, todos partem pra guerra.

One of the most famous scenes of "Braveheart," is when William Wallace (Mel Gibson) convinces his countrymen to fight against the British through a discourse with great eloquence. And powered by the passion ignited by Wallace, all leave for war.
Si Fu sempre falou sobre a característica chinesa de se falar pouco. Pois quanto mais você fala, mais informações você dá a outra pessoa. Dizer apenas o suficiente para provocar o outro a falar.
 "...Porquanto , na perspectiva adotada por esse tratado, os interesses seriam necessariamente opostos entre os interlocutores, cada um fechado em sua posição, e o destinatário deve ser tomado por adversário..."( Jullien, F , 1997)


Si Fu always talked that in Chinese Culture, they speak just a little bit. Because the more you talk, the more information you give the other person. Say just enough to make the other speak not you.
  "... Because the perspective adopted by this treaty, all interests are necessarily opposed between the interlocutors, each enclosed in its position, and the other person must be taken as an opponent ..." (Jullien, F, 1997)
E por conseguinte, mesmo em termos de combate, aquele que configura seu posicionamento primeiro, ou demonstra suas intenções mais explicitamente, parte em desvantagem. Por isso, em oposição a lógica do "discurso" como em "Coração Valente", "...Quem 'fala', segundo o tratado chinês, fala o minimo possível ou, melhor, não o vemos falar: aquilo a que assistimos, em troca, é a maneira discreta pela qual , a montante e por inflexão progressiva, como anteriormente o estrategista , ele prepara o terreno para se fazer ouvir; e falar e propor, do mesmo modo que combater..."( Jullien, F , 1997)

And therefore, even in terms of fighting, one that sets his position first, or more explicitly demonstrates his intentions, starting in disadvantaged. Therefore, as opposed to the logic of "speech" as in "Braveheart, 
" The one who  talks  according to the Chinese treatise, speaks the least possible or, better, we do not see talk: what we have seen, in turn, is the discreet way in which upstream and progressive inflection, as previously strategist, he prepares the ground to be heard, and to speak and to propose, in the same way that fight ... "(Jullien, F, 1997)

EXEMPLIFICANDO "BAIHE"(掰合)

"SI FU, PROFESSORA E VESTIDOS"


Exemplifying "BAIHE" (掰 合)

"SI FU, MANDARIN TEACHER AND DRESSES"
Em 2007, a professora Lily dava aulas de mandarim em nosso Mo Gun. Certa vez ela nos convidou para participar de um evento de artes marcias que ela estava organizando(CLIQUE AQUI). Ocorreram alguns problemaS no evento, e indo embora Si Fu comentou:
"A professora Segunda-feira, vai pedir desculpas. Presta atenção em como ela vai fazer isso."

Na Segunda-feira, a professora não disse nada sobre o ocorrido, apenas apareceu com 3 vestidos chineses. Um pra Si Mo, um pra Jade e um pra Julia. E disse: "Si Fu! Si Fu! Aqui! Presente, esposa , duas filhas!"
Si Fu aceitou e agradeceu.

Quando ela foi embora, Si Fu me perguntou após eu deixá-la em casa:
-Viu o que ela fez?
-Não. - Respondi.
-Ela pediu desculpas sem falar nada. Mas se ela desse presentes para mim, eu poderia recusar. Mas como ela deu pra Si Mo e pras meninas, ela me 'obrigou' a aceitar, e indiretamente foi um pedido de desculpas.Isso demostra um alto grau de "Kung Fu".

"...O importante é 'dirigir' o outro, em vez de 'ser dirigido' pelo outro; é preciso deter um 'poder' sobre ele e não deixar seu 'destino' ser determinado por ele..."(GGZ , cap.10, "mou", SZ cap 6 , "Xu Shi")


In 2007, Mandarin Teacher Lily used to teach at our Mo Gun. Once she invited us to attend a chinese arts event she was organizing . Some problems happened in the event, and when we were leaving Si Fu commented:
"Next Monday Teacher will apologize. Pay attention to how she will do it."

On Monday, the teacher did not say anything about what happened, just came up with 3 Chinese dresses . One for Si Mo, one for Jade and one other for Julia(Si Fu´s children). And she said: "Si Fu! Fu! Here! Gifts! wife, two daughters!"
Si Fu accepted and thanked.

When she was gone, Si Fu asked me after I leave her at home:
-Did you see what she did?
-No. - I answered.
-She apologized without saying anything. But if she gave gifts to me, I would refuse. But as she gave to 
Si Mo and the girls, she 'forced' me to accept, and indirectly was a request for apologizes.This demonstrates a high degree of "Kung Fu".

"... The important thing is 'drive' the other, instead of 'being directed' by another, it is necessary to have a 'power' over it and not let his 'destiny' to be determined by him ..." (GGZ, chapter 10, "mou", SZ chapter 6, "Xu Shi")

"BAIHE"(掰合) NA MESA DE JANTAR"
"BAIHE" (掰 合) IN DINING TABLE "
(na foto acima: Si Gung, Sr Michael Wong, Si Baak Gung Miguel Hernandez e Si Fu em Nova York,1999)
(Above: Si Gung, the dear Mr Michael Wong, Si Baak Gung Miguel and Si Fu in NY 1999)

Na cultura chinesa, o restaurante é um local muito importante. É lá que a maioria das conversas importantes são realizadas. Não no momento em si, mas trata-se de um processo gradual. Você se encontra com a pessoa varias vezes, e fala de tudo, menos do assunto em si. E quando se dá conta, um já conhece o outro perfeitamente, e o negócio pode ser fechado.

In Chinese culture, the restaurant is a very important place. It is there that the most important conversations are held. Not in just one moment, but it is a gradual process. You meet the person several times, and speaks of everything but the subject itself. And when you realize, one already knows each other perfectly, and the deal can be closed.

IP MAN EM RESTAURANTES(por Moy Yat)
IP MAN AT RESTAURANT(BY Moy yat)

Certa vez Si Taai Gung Moy Yat comentou que sempre estava em restaurantes com Patriarca Ip Man. Si Taai Gung disse que eles falavam sobre inúmeros assuntos. Desde roupas, até lugares legais para passear em Hong Kong, mas de Kung Fu, eles nunca falavam. Si Taai Gung conta, que num primeiro momento aquilo o frustrou, mas que depois de um tempo, percebeu que seu jeito de falar, seu pensamento na hora de se vestir e sua postura, já estavam diretamente ligadas as de Ip Man. Simplesmente por estarem juntos. E Si Taai Gung Moy Yat percebeu, que Ip Man deixava que ele usasse seu cérebro para que Moy Yat tivesse acesso a um pensamento antigo, e ele usava o cérebro de Moy Yat para se manter atualizado como alguém jovem.

Once Si Taai Gung Moy Yat who was always  on restaurants with Patriarch Ip Man. So once he said that they talked about numerous subjects. From clothes, to cool places for sightseeing in Hong Kong, but Kung Fu, they never spoke. Si Taai Gung commented, that at first it frustrated him, but after a while, he realized that his way of speaking, his thinking on how to dress and his posture, It were directly linked to the Ip Man's way  simply because they spent time together. And Si Taai Gung Moy Yat realized that Ip Man let him use his brain to had access to ancient thoughts, and he had the brain of Moy Yat to keep up as someone young.

Um restaurante pode ser o cenário ideal para se conhecer alguém. Um cenário ideal, para se praticar o 
"BAIHE"(掰合):

"...Abrir e Fechar" (Bai He)...Duas puras operações - dois gestos, em suma, abrir , diz o tratado, é incitar o outro a expor livremente o que ele pensa de modo a perceber se seu sentimento é semelhante ao nosso; fechar é ir em sentido inverso para forçar o outro a reagir e comprovar se ele diz realmente a verdade..."(GGZ , cap 1, "Bai He")


A restaurant can be the ideal place to meet someone. An ideal setting to practice
"BAIHE" (掰 合):

"... Open and Close (Bai He) ... Two pure operations - two gestures, in short, open, says the treaty is inciting others to freely expose what they think in order to understand if their  feeling is similar to ours, 'to close' go in reverse to force the other to react and see if they really says the truth ... "(GGZ, ch 1," Bai He ")
Por fim, na novela "Faat Saan Jaan Si Fu" ("O Si Fu Jaan de Faat Saan"). Novela divertidissima que conta uma versão da história de Leung Jaan, Si Gung de Ip Man, vemos uma cena onde acontece "Bai He")

O inspetor da polícia chega a Faat Saan para acabar com o tráfico de ópio e o contrabando de prata, e para isso se une a Leung Jaan contra os magistrados Manchus do local, que se beneficiam das duas práticas. Quando o inspetor consegue acabar, com o tráfico, antes que ele interrompa o contrabando de prata, veja o que o magistrado Manchu faz: O convida junto de Leung Jaan para um jantar, onde os dois deixam claros seus pontos de vista sem falar diretamente...  


Finally, in the TV Series "Faat Saan Jaan Si Fu" ("The Si Fu Jaan of Faat Saan"). A great series that tells a version of the story of Leung Jaan, Si Gung of  Ip Man, we see a scene where "Bai He" happens.

The police inspector reaches Faat Saan to end the opium dealing and smuggling of silver, and he joins Leung Jaan against the Manchu rulers of the place that benefit from the two practices. When the inspector ended up the drug dealing, before he stop the smuggling of silver, see what the Manchu Does:Invites him alongwith Leung Jaan to a dinner where the two make clear their views without speaking directly. ..
(SEE THE ENGLISH VERSION DOWN BELOW)







ENGLISH VERSION
CONTINUAR...
TO BE CONTINUED...



THE DISCIPLE OF MASTER JULIO CAMACHO
Thiago Pereira "Moy Faat Lei"
moyfatlei.myvt@Gmail.com

No comments:

Post a Comment