ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Sunday, July 31, 2011

ESPECIAL BIU JI PARTE 3 (WILL BE TRANSLATED)

Apesar de toda a pose e cara de mau na foto, não se engane(risos), durante toda essa semana me senti naquele episódio do Chaves onde todos perguntam ao Seu Madruga: "Sente-se mal?".

Eu realmente estava muito caído de saúde(ainda que o horóscopo diário do facebook dissesse o contrário), e só na tarde de ontem comecei a me sentir melhor,pois com a desculpa de comprar um escudo do Capitão América de aniversário pro Daniel, filho de meu irmão KF Vladimir,acabei praticamente revivendo o filme "Quero ser Grande " com Tom Hanks...rs


Mas não esperem ver essas fotos por aqui.....rs

Por hora, fiquem com:

ESPECIAL BIU JI: 
PARTE 3

parte 1(AQUI)
parte 2(AQUI)

Uma grande multidão começava a se aglomerar numa quadra na localidade de Shun De, sul da China.

Crianças que moravam na região, aproximavam-se espantadas com a grande movimentação, não tão usual em sua cidade.

Enquanto uma demonstração de Ving Tsun acontece no palco, meu Si Fu recebe alguns conselhos de 
Si Gung e um afago de Si Baak Gung Pete.

Si Baak Gung Pete dá algumas ultimas instruções para meu Si fu , e seu Si Hing, Si Baak Nataniel, que ouvem tudo atentamente.

ANTES DA PRÓXIMA FOTO, APERTE PLAY NO SOM ABAIXO:















p.s. -Agora você já pode desligar o som..rs



A primeira vez que demonstrei o Biu Ji em público, foi na data mais importante do ano em uma 
Família Kung Fu: O aniversário doSi Fu.
Esta demonstração ocorreu durante o niver do meu Si Fu em 2005.

Estavamos todos em Família , e mesmo assim estava super nervoso. Mas veja bem, não por estar na frente de todos, mas porque para mim,quando você demonstra seu Kung Fu em público, para as pessoas que tem o devido olhar, na verdade o que está sendo demonstrado é o que foi transmitido pelo seu Si Fu.
É por isso que posso ter uma vaga noção do que representava o Biu Ji de Si fu ali em cima, mais do que tudo, pelo contexto: O trabalho de Si Gung, estava sendo representado através de seu discípulo para seus irmãos Kung Fu, e mais ainda, o trabalho do Clã Moy Yat estava sendo representado para os descendentes de Chan Wah Shun de outra linhagem e a população local através também do meu Si Fu.

Estava conversando exatamente com Si Sok Ursula há pouco tempo, sobre a execução do Biu Ji abrir muita margem para interpretações pessoais e estudos. Por isso, me perguntei , como um Biu Ji deve ser demonstrado, a fim da execução respeitar a natureza deste domínio minimamente sem que caia num estudo pessoal de quem está demonstrando...



Por isso me chama tanto a atenção essa demonstração de Grão-Mestre Moy Yat. Talvez ainda demore muito para eu entender o que ele quis passar nesse vídeo, ou talvez apenas quem esteve lá naquele dia, entenda de fato o contexto.E ainda , coube a mim desde que assisti, refletir sobre o que eu mesmo tenho feito.

Por isso eu penso sobre a importância do aprendizado sob a supervisão de um Si Fu ou Si Hing, pois ainda que você decore a sequência, é preciso orientação para o iniciante neste domínio, a fim de que ele consiga explorar seu potencial.


"BIU JI NÃO SE MOSTRA FORA DE CASA"

Jade , a esquerda, é a filha mais velha de Si Fu , e nesta última semana ela esteve comigo algumas vezes no Méier. Na primeira delas, Jade estava entre alguns irmãos Kung Fu que estão estudando o Biu Ji. Formariamos duplas onde quem praticasse com ela, trabalharia os conteúdos do Siu Nim Tau.

E exatamente quando sua Si Je Erika Carvalho(foto) executava o Biu Ji, e Jade havia terminado seu 
Siu Nim Tau, Jade fez uma pergunta que para mim foi uma grande lição:

"Si Hing, isso é Cham Kiu ou Biu Ji?"

Fiquei impressionado porque seria muito fácil Si Fu influenciar sua filha, ou ficar ansioso com relação ao seu Kung Fu. Mas a pergunta da Jade foi para mim uma lição do nível de atenção cuidadosa de Si Fu, até mesmo com o Kung Fu de sua filha. E me fez refletir sobre o meu próprio zelo nesse sentido, com meus irmãos Kung Fu....

Pra que  falar de Cham Kiu, quando a pessoa está no Siu Nim Tau? E por que falar de Biu Ji, quando a pessoa ainda está no Cham Kiu?











Si Fu só com o Biu Ji.


Na foto acima, vemos do lado esquerdo do Patriarca Ip Man, o Daai Si Hing de sua Família em Hong Kong: Leung Sheung.

Foi exatamente neste último mês de Junho, que Si Fu por ocasião da visita do Clã Moy Yat Sang ao novo espaço da Família Moy Lin Mah, comentou sobre o momento em que sei Si Hing Paulo Freitas(que estava presente), o discipulo mais antigo de Si Gung no Rio, tomou para si, a responsabilidade, de não deixar o Ving Tsun de nosso Clã morrer em nossa cidade.
Pouco tempo depois, coincidentemente , ainda no Biu Ji, Si Fu iniciou os trabalhos da Moy Yat Ving Tsun na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde o primeiro Mo Gun foi no terraço da casa de Si Sok Ursula,tendo num curto período se mudado para uma sala em Jacarepaguá(foto).

Muitas vezes, até mesmo pelo momento da Família Kung Fu, pelo contexto da época, pela necessidade, ou demais situações que são apresentadas pela vida, o Si Hing mais antigo presente vai assumir um papel a frente do grupo.


Repare nessa foto, que durante reunião na Ving Tsun Athletic Association após o falecimento do Patriarca, Leung Sheung senta na cadeira principal(ao fundo) e Wong Shun Leung senta a direita na  foto.

Na mesma mesa ainda encontravam-se nomes como Chu Shong Ting e Ip Chun
(filho mais velho de patriarca Ip Man)


Meu Si Fu reside há poucos minutos do Méier, portanto estou lá representando ele como
"irmão mais velho dos demais" naquele local , mas mesmo tendo acesso a outros níveis além do Biu Ji. Não precisei ser nomeado Si Fu, diferentemente da época em que o Patriarca chegou em Hong Kong.


CONTINUA...


MOY YAT VING TSUN RIO DE JANEIRO
(BARRA/MÉIER/COPACABANA)
315051-48

No comments:

Post a Comment