ONDE PRATICAR

ONDE PRATICAR
Clique na imagem e conheça os Nucleos da Moy Yat Ving Tsun no Rio

Thursday, January 15, 2009

Essa é uma postagem sobre o filme REDBELT, que aqui no Brasil recebeu o nome de "Cinturão Vermelho"(Por que não "Faixa-Vermelha"?? ficaria muito melhor!Mas devemos agradecer só por não se chamar "Cinto Vermelho","Um lutador da pesada" e pior!). É verdade que ele passou meio batido pelos cinemas, e só não foi pior porque o Rodrigo Santoro e a Alice Braga(filha da Sonia Braga) estão no filme, e aí já nasce a primeira polêmica: No poster nacional, os dois aparecem em destaque, porém a participação deles é quase irrelevante, mas isso é compreensível já que são conhecidos do grande público por aqui...

O filme se trata da vida do professor da Academia de Jiu-Jitsu SouthSide Mike Terry(Chiwetel Ejiofor) que se apresenta como um purista das artes marciais. Dá os treinos porque gosta, prefere viver sem nada do que cobrar um aluno que não pode pagar,etc.. Porém, sua esposa Sandra Terry(Alice Braga), que tem um negócio de tecidos, não aguenta mais a miséria em que o marido vive a fim de manter seus valores como artista marcial.

Independente dos acontecimentos do filme(para não estragar a surpresa pra vocês) ele diz respeito principalmente sobre "valores humanos". Fala sobre pessoas sem valores e com valores(como o professor Mike Terry) que são postos a prova, para ver até onde sua honra aguenta no mundo em que vivemos.

Adorei o filme por várias razões. Entre elas, posso citar a temática dele como principal. Em segundo lugar, pelo fato de ter o Jiu-Jitsu como arte marcial em foco no filme, algo que parece estar acontecendo cada vez mais. E terceiro, pelo simples fato de chegar na locadora e poder pegar um filme sobre artes marciais que não sejam filmes B de Hong Kong com produção do Jackie Chan como "A Liga contra o Mal" (argh!).

Eu que sou da "geração Van Damme", acostumado a ter nas locadoras da época prateleiras e mais prateleiras de filmes sobre ninjas,kickboxers,etc.. venho sofrendo com a enxurrada de filmes de terror e suspense que não param de chegar e do sumiço do genero de luta ou o famoso(irmão morre>busca-se vingança sem sucesso>surge um mestre exótico>treinamento exótico>luta final com emoção nos ultimos segundos>vence o cara mal).
Essa fórmula me faz falta..rs

Assim, "Cinturão Vermelho"(Redbelt), é uma boa pedida!
(Divulgação)
Alice Braga em cena com o personagem professor de Jiu Jitsu Mike Terry.
(divulgação)
Rodrigo Santoro interpreta o inescrupuloso empresário do mundo do MMA(Mixed Martial Arts) Bruno Silva, que não mede esforços para atrair público para os seus eventos.
O brasileiro John Machado, interpreta Rodrigo Silva, lutador de Jiu-Jitsu que treinou com Mike Terry e além disso é irmão dos personagens de Alice Braga e Rodrigo Santoro. Diferente de Mike, Rodrigo Silva não demonstra ter valores pessoais, este personagem seria a antítese de Mike no filme.
Nos extras do DVD, John Machado fala um pouco sobre Jiu Jitsu, MMA,etc.. é engraçado ouvir seu sotaque exagerado de carioca quando fala inglês..rs lembra muito os bons tempos dos VHS dos primeiros Ultimate lançados no Brasil na década de 90 quando algum lutador brasileiro ia dar algum declaração em inglês..rs
Outro detalhe interessante do filme é a ponta feita pelo eterno pupilo de Bruce Lee no Jeet Kune Do, Dan Inosanto. Ele interpreta o mestre brasileiro de jiu jitsu de Mike e Rodrigo, Mestre João Moro.
Há decadas atrás ao lado de Bruce Lee.



O BLOG DO PEREIRA recomenda!

3 comments:

  1. Legal, Inosanto como JuJiman foi ótimo. Faz lembrar tempos santos em que podiamos ter um filme chamado Karate Kid e não ter nenhum karateka entre a equipe. (Exceto Fumio Demura, dublê de Pat Morita e Gojuboy). Essa vai pra você Pereira... Você sabe que Chuck Norris era para ser Creese?

    Sweep the leg!

    See Ya!

    ReplyDelete
  2. hahaha

    tá aí informações que eu não sabia!

    rsrsrs

    Chuck como lider do Cobra Kai ? rs demais!

    ReplyDelete
  3. Na moral... Cinturão Vermelho... Preciso admitir que depois desse post fiquei ate com vontade de ver o filme, e olha que o unico filme assim de luta que realmente curti foi um que passava direto na globo, cuja luta era capoeira (porque na epoca eu fazia capoeira tambem).

    Rodrigo Santoro precisa dar uma parada, ele entrou numa de fazer milhoes de filmes, a cara dele ja ta banalizada.

    Abraço!

    ReplyDelete